Restaurante Popular e Bom Prato não possuem previsão para entregar sopas de inverno

Mayara Nascimento

A tradicional ação que oferece sopa durante o período de frio a preços populares ainda não começou, mesmo no auge do inverno. Os Restaurantes Populares da prefeitura e o Bom Prato do estado alegaram que ainda não possuem data de previsão para começar a distribuição.

No ano passado a sopa começou a ser servida no dia 21 de junho, dia em que começa o inverno. As duas unidades do Restaurante Popular Solidariedade – o Zilda Arns (Centro) e o Josué de Castro (Taboão) ofereceram cerca de 110 sopas diariamente, das 17h às 18h30, de segunda-feira a sexta-feira, até 31 de agosto por apenas R$ 0,50. Já em 2017 a ação se estendeu até o dia 1 de setembro e ofereceu 17.623 pratos.

Já a última ação do Estado de São Paulo, por meio do Bom Prato, se iniciou no dia 04 de julho e terminou no dia 31 de agosto de 2018. As 300 refeições foram servidas por R$ 1, em dia de semana a partir das 17h.

A sopa de inverno é balanceada e elaborada por nutricionistas e além de aquecer o corpo na estação mais fria do ano, ainda fornece uma alimentação saudável e balanceada, principalmente para as pessoas em situação de rua.