Moradora reclama de muro rachado desde 2013

Lucy Tamborino

Um muro de uma residência na rua João Pannochia Filho, 21 – Vila Galvão, está cedendo desde 2013. O problema se deve a um esgoto paralelo ao muro, que compromete a estrutura, causando infiltração, segundo laudo da Defesa Civil.

O primeiro processo para vistoria na casa foi aberto em 2013, no Fácil de Guarulhos. Em contrapartida, Ellen Nivia de Souza Taue, moradora da residência, explica que a cada ano o muro cede mais e nenhuma medida concreta é tomada.

Os azulejos do lado de dentro da residência caíram em uma chuva do ano passado, o portão por fora da casa é possível ver uma rachadura no muro de ponta a ponta apesar dos remendos feitos com concreto.

De 2013 para cá, a Defesa Civil realizou a vistoria constatando o problema, laudos particulares também foram elaborados e um engenheiro da prefeitura foi até o local tirar fotos, mas não passou prazo para manutenção.

“A cada chuva cede mais. Isso me tira o sono. Você não tem noção”, lamenta Ellen, explicando que a manutenção do córrego só pode ser realizada pela prefeitura. A moradora tem medo que na próxima chuva o muro caia em cima da casa já que o problema se agravou. “Próxima chuva ele não vai aguentar”, pontua com pesar na voz.

A Proguaru informou por meio de nota que realizará uma vistoria no local.

Imagem: Lucy Tamborino