Médico acusado de não cumprir plantão paga fiança de R$ 15 mil e é liberado

Da Redação

O médico Pierre Simon, detido em flagrante nesta quarta-feira (11) no PA Dona Luiza, foi solto na tarde de ontem, após a realização da audiência de custódia. Simon passou a noite na carceragem do 1º Distrito Policial, localizado na região central, porém pagou a fiança estabelecida no valor de R$ 15 mil e foi liberado.

Simon foi preso em flagrante, quando chegava na clínica que fica no Jardim Centenário, região do bairro dos Pimentas. Segundo o BO, uma equipe da Controladoria Geral do Município (CGM), que investigava o caso há quatro meses, foi ao local e o médico não estava em seu turno de serviço. Então, eles aguardaram a chegada de Simon, que foi surpreendido.

A investigação teve início em 5 de março. Os investigadores acompanharam o médico e observaram que não havia no PA qualquer prontuário de atendimento dele. Diversos momentos em que o acusado adentra na unidade e sai em cerca de três minutos foram registrados com fotos e vídeos.

A prefeitura informou que será instaurado um processo administrativo disciplinar para dar o direito de ampla defesa aos funcionários, podendo acarretar na exoneração a bem do serviço público de ambos servidores, independente da apuração criminal que está em trâmite na Polícia Civil.

Foto: Divulgação