Defesa Civil alerta sobre fenômeno climático e temporada de chuvas intensas

Da Redação

O verão é esperado durante o ano inteiro pela Coordenadoria Municipal de Proteção de Defesa Civil (Compdec), que se prepara com uma série de ações preventivas às situações de riscos naturais e tecnológicos nas áreas vulneráveis de Guarulhos. Desde novembro, os agentes já atenderam 84 ocorrências nos quatro cantos da cidade, levando soluções e orientações para minimizar os efeitos dos temporais.

Em novembro, foi ativado o Plano Preventivo de Proteção e Defesa Civil (PPPDC ou Plano Verão), que ocorrerá até o mês de março. Nos últimos três meses, o sudeste do país foi fortemente influenciado pelos pelo fenômeno climático El Niño (uma alteração no padrão dos ventos e clima desencadeada pelo aquecimento anormal das águas do Oceano Pacífico) com o registro de temperaturas acima da média e o regime intensificado de chuvas. Até o momento, o Plano Verão contabilizou 42 alagamentos, 34 patologias da construção, 28 vistorias em árvores com riscos de queda, 21 movimentos do solo e um destelhamento.

Em dezembro, a cidade atingiu sua maior temperatura de 2018, marcando 34ºC nos termômetros. Nos próximos 15 dias, promete repetir o calorão com picos entre 29 à 34ºC durante o dia. Segundo o coordenador adjunto Major Israel Soares, até o final do verão a população deve se preparar para pancadas de chuvas. “Guarulhos, em razão de sua extensão e localização, tem variação na precipitação pluviométrica. Na semana passada tivemos um evento de grandes ocorrências na região do Bonsucesso e Cumbica, o controle feito pelos nossos pluviômetros registrou chuvas de aproximadamente 50 milímetros”.

Imagem: Divulgação/PMG