Com gol nos segundos finais, sub-20 do Guarulhense arranca primeira vitória no Estadual

Itapevi x Guarulhense, pelo Paulista Feminino de Futsal Sub-20 (Foto: Ronaldo Barreto/Guarulhense)
- PUBLICIDADE -
Corrida Folha Metropolitana

Lucas Canosa

Sabe aquele filme cheio de drama, emoção e com final feliz? Foi o enredo de Itapevi e Guarulhense, pelo Campeonato Estadual Feminino. As equipes sub-20 entraram na quadra do Ginásio CIEF na noite desta quinta-feira (23), em busca da primeira vitória na competição e, com gol a 12 segundos do fim, ela foi atleticana.

Com dificuldade no passe, tendo em vista o piso escorregadio, o Galo não conseguiu imprimir bom ritmo no início da primeira etapa e viu o time da casa buscar mais o gol, que aconteceu aos 6 minutos nos pés de Bruna Pereira, que aproveitou a falha na saída de bola Tricolor para tabelar com a companheira de time e abrir o placar.

O esquadrão de Érico Barbosa sentiu o golpe e continuou tendo problemas. A goleira Camila foi bastante exigida até que o professor pediu tempo e reorganizou o quarteto. Ainda antes do fim do primeiro tempo, o Atlético teve três boas chances em arremates de longa distância de Larissa.

Na etapa complementar, porém, após tanto insistir, a camisa 11 do Galo acertou belo chute colocado de longe, na gaveta, empatando a partida. Mais adaptadas à quadra, as meninas de Guarulhos seguiram buscando o resultado e ajustaram a postura, deixando o duelo equilibrado. Um minuto após a igualdade, Pimentas deu um lindo chapéu na rival e tocou para Sandrinha que, livre, tirou a goleira com categoria. Era a virada!

O confronto continuou com clima quente e boas chances de ambos os lados. Em cobrança de falta precisa, Bruna Pereira marcou mais um e empatou.

O gol animou o Itapevi, que foi ao ataque, deixando espaços para o Guarulhense contra-atacar, e foi justamente em uma oportunidade dessas que Sandrinha foi levando a marcação e achou Núbia, que só teve o trabalho de empurrar. 3 a 2.

Já no desespero, o time da casa se lançou com goleira-linha e, mais uma vez, a 2 minutos do fim, arrancou o empate com Alicia, em mais um erro na saída de bola atleticana. A estratégia de 5 atletas de linha seguiu no Itapevi, quando Érico, sem saber que mudaria o rumo do jogo, colocou Larissa a 45 segundos do apito final e, em dividida na lateral, antes do meio da quadra, a ala Tricolor arrematou, sem forças, quase caindo no chão, fazendo a bola ir lentamente até o fundo das redes, quase na contagem regressiva. Muita festa das guerreiras do Galo no CIEF. Final 4 a 3.

Imagem: Ronaldo Barreto

- PUBLICIDADE -