Zoo de Guarulhos viabilizou o retorno de 233 animais silvestres à natureza em 2020

Quase todos os dias a cena se repete no Zoológico de Guarulhos. É só esperar um pouco no local para presenciar policiais e munícipes entregando animais silvestres, como periquitos, sabiás, corujinhas, gambás e répteis encontrados em condições inadequadas e precisando de auxílio veterinário. Em 2020, 584 animais foram entregues no parque e, após tratamento, 233 foram devolvidos à natureza. Os demais permaneceram no zoo ou foram encaminhados a outras instituições, ou então não sobreviveram.

Para manter o equilíbrio ecológico os animais são soltos preferencialmente na mesma região onde foram encontrados. Os bairros Cabuçu e Bonsucesso, além do próprio zoo, que conta com ampla área verde, são os locais em que a maior parte de solturas ocorre. Segundo os biólogos do parque, a maior parte dos ferimentos dos animais socorridos é causada por cerol e linha chilena (artigos proibidos por lei na cidade), colisão contra vidraças e veículos, atropelamentos, ataques de outros animais, além de filhotes órfãos. O tratamento pode durar meses e, muitas vezes, chega a envolver cirurgia.

A recepção, tratamento e reabilitação de animais silvestres para devolução à natureza é uma das principais funções dos zoológicos, explica Fernanda Magalhães, diretora do Zoológico de Guarulhos. “Ao contrário do que muitos pensam, os zoológicos existem para colaborar com a preservação das espécies e não somente para entretenimento. Procuramos devolver à natureza o maior número possível de animais e, quando isso não ocorre, ofereceremos abrigo aqui ou encaminhamos a outras instituições”, afirma Fernanda.

Onças-pardas

Dentre os animais que chegaram ao Zoológico de Guarulhos durante 2020 estão os filhotes de  onça-parda Logan e Scott, resgatados em meio a queimadas no interior de São Paulo. Como eram muito pequenas, as duas ferinhas precisaram de cuidados intensivos e de alimentação com mamadeira. O constante contato com humanos impede que os animais sejam devolvidos à natureza devido a riscos a ambas as espécies. Em breve, as onças passarão a viver num amplo recinto que está sendo construído no zoo especialmente para elas e poderão ser conhecidas pela população.

Serviço

O Zoológico de Guarulhos fica na rua Dona Glória Pagnoncelli, 344, Jardim Rosa de França. O parque está em horário de funcionamento especial, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. A entrada, gratuita, é permitida até as 16h, mediante uso de máscara, medição da temperatura corporal e uso de álcool em gel.

Para resgate pela Guarda Civil Ambiental, ligue para 153 ou 2475-9444.