Xiaomi lança primeiros celulares com 5G no Brasil

Enquanto a rede 5G não chega para valer no Brasil, a fabricante chinesa Xiaomi aproveitou para anunciar seus primeiros celulares com suporte à tecnologia no País. Foram apresentados dois modelos Mi 10T e o Mi 10T Pro, que se diferenciam um do outro por detalhes como memória RAM, armazenamento e cores. Eles chegam por R$ 5.500 (Mi 10T) e R$ 7.000 (Mi 10T Pro).

O maior diferencial dos aparelhos em relação a outros da marca vendido no País é o processador Snapdragon 865 5G, que, além de ser um dos principais chips da Qualcomm, oferece suporte a redes de telefonia de quinta geração. Eles serão vendidos nas duas lojas físicas da Xiaomi em São Paulo e no site da nacional da marca.

O Mi 10T tem memória de 6 GB e armazenamento de 128GB, enquanto o Pro tem 8 GB de memória e 256 GB de armazenamento. Nesses quesitos, o Mi 10T tem as mesmas especificações do Mi Note 10, à venda no País desde o ano passado, mas sem suporte ao 5G. Ambos tem bateria de 5.000 mAh, menor que a do Mi Note 10, e carregador rápido de 33 W, que segundo a empresa, garante carga total em 66 minutos.

O Mi 10T está disponível em duas cores: preto e cinza. O Pro ganha oferece uma opção a mais em azul.

A tela de Super Amoled tem 6,67 polegadas e resolução Full HD+, é a mesma resolução do Mi Note 10, embora o tamanho do painel tenha crescido. A taxa de atualização é de 144Hz.

Os dois modelos tem um conjunto quádruplo de câmera, incluindo um sensor de 108 MP, que fez sua estreia no Mi Note 10. As outras lentes têm 64 MP (lente principal), 13 MP (ultra grande angular) e 5MP (macro) – eles gravam vídeo em 8K. A câmera frontal é de 20 MP.