Videoaulas funcionam como extensão da sala de aula

Mayara Nascimento

A internet possibilita que o estudo seja continuado. Com plataformas de vídeos online e o crescimento de canais educativos, cada vez mais escolas, produtoras e até mesmo professores postam conteúdo em forma de vídeoaulas para ajudar alunos a entender as matérias.

A praticidade de estar em qualquer lugar, procurar por um tema específico e até mesmo escolher a didática de um professor, ajuda estudantes do colégio, da faculdade, de cursinho para vestibular e até mesmo alunos do Ensino Superior.

Gabriel Dutra, estudante de Biologia da Universidade Guarulhos (UNG), utiliza os vídeos há dois anos para reforçar o conteúdo aprendido na faculdade. “Conforme os professores vão passando matéria nova, eu procuro na internet para me aprofundar e fixar o conteúdo. Na faculdade é tudo muito rápido, sempre fica alguma dúvida”, contou.

Dutra também leciona em cursinhos preparatórios para vestibular e conta que as videoaulas ajudam a se preparar para dar aulas para os jovens. “Me inspiro em alguns vídeos. Consigo ser mais descontraído, fazer eles entenderem mais fácil, traduzir aquela linguagem técnica”, complementou.

Natalie Ywasaki Moro Panes é Engenheira Civil e conta que usava o método para complementar o conteúdo aprendido em sala de aula. “Usava principalmente na época do cursinho, na parte de literatura. Eles têm métodos que te fazem decorar mais fácil, tem música, mapa mental, é bem mais dinâmico”, explicou.

Ovídio Neto, morador de Guarulhos e professor de Lógica de Programação, criou seu próprio canal no Youtube em agosto de 2016. No começo era focado como ensino continuado para seus alunos, mas viu a oportunidade de estender as aulas de informática para concurso. “É uma maneira de deixar eterno o que eu explico. O aluno pode pausar ou pular para a parte que interessa para ele”, contou o professor.

As aulas são gravadas em casa e ele mesmo edita os vídeos. O Canal do Ovídio já se aproxima de 2.500 inscrições e o crescimento ultrapassa os limites da cidade. “Uma pessoa de Santa Catarina me mandou uma mensagem agradecendo por minhas aulas. Cheguei a lugares que eu não imaginava. Isso me dá muito orgulho”, complementou.

Youtube Edu

Devido ao crescimento de canais no meio educacional, a Google lançou o YouTube Edu, com cerca de oito mil vídeos em português com aulas para os níveis Ensino Fundamental e Ensino Médio, nas disciplinas Língua Portuguesa, Matemática, Ciências (Química, Física e Biologia), História, Geografia, Língua Espanhola e Língua Inglesa.

O projeto é uma parceria entre a Fundação Lemann e o Google, para a criação de uma página exclusiva do YouTube, na qual professores, gestores e alunos podem encontrar conteúdos educacionais gratuitos e de qualidade. A equipe é composta de 16 professores que atualizam a plataforma constantemente abordando temas atuais.

Os vídeos também apresentam correções de exercícios e fazem simulados. Em outubro o canal fez vídeos ao vivo para a correção das provas do Enem.

A plataforma pretende lançar em breve vídeos para estudantes do nível de Ensino Superior.

Imagem: Freepik