Vice de Bolsonaro participa de ato na Vila Galvão

Da Redação

O General Hamilton Mourão, candidato à vice-presidência da República, puxou o coro pela vitória de Jair Bolsonaro (17) com mais de 50% dos votos em 7 de outubro, durante evento no começo da noite de hoje, no Esporte Clube Vila Galvão, em Guarulhos. A última aparição pública dele em São Paulo antes das eleições foi prestigiada por cerca de 250 pessoas, entre elas empresários da cidade, militantes e simpatizantes da campanha PRTB/PSL.

“No 1º turno, é isso aí! É Bolsonaro, rumo à vitória!”, bradou o general, confiante em um crescimento ainda maior de Bolsonaro nos últimos dias antes das eleições, conforme tendência demonstrada pelas pesquisas mais recentes.

Ao lado de Rodrigo Tavares (28), candidato ao Governo de São Paulo, e Levy Fidelix (2828), presidente do PRTB e candidato a deputado federal, Mourão conversou em uma sala reservada com representantes da Associação dos Empresários de Cumbica (ASEC), bairro com forte vocação industrial de Guarulhos. Em seguida, ele abriu um discuso ao público destando: “Nossos heróis não morreram de overdose!”, destacando os princípios éticos e morais que o conduzem, valores tão necessários à sociedade atual.

Mourão lembrou de forma rápida inúmeras passagens com gestores no Governo Federal com performance aquém da esperada pelo povo. Ele fez menções de José Sarney ao PT. E ainda citou episódios de corrupção que devastaram o Brasil.

“Se pensou que teríamos progresso após a ditadura. Fomos enganados. O País deu um nó. Como Alexandre, o Grande, que salvou a Ásia, Bolsonaro vai sacar sua espada e nos libertar. Precisamos de um homem de coragem, com moral e determinação. Alguém que fará as reformas necessárias. Iniciando pela fiscal, reduzindo os impostos. O dinheiro do Estado não é infinito”, declarou o General.

Além dessas falas no ato de encerramento de campanha de Rodrigo Tavares, na cidade com o segundo maior contingente populacional do Estado, Mourão também tratou rapidamente de aspectos econômicos e burocráticos que travam o Brasil.

“Queremos menos dinheiro em Brasília e mais dinheiro em São Paulo e em Guarulhos. Propomos a repactuação federativa e mais dinheiro para os municípios. Temos que privatizar o máximo que pudermos. Temos excesso de leis”, disse o General.

Presidente do PRTB e candidato a deputado federal, Levy Fidelix (2828) revelou como começaram as tratativas com Jair Bolsonaro. E mostrou-se bastante convicto de que fez a melhor escolha, quando se retirou da disputa presidencial e compôs a chapa do PRTB com o PSL, este ano.

“Tudo começou em um café, na Câmara (dos Deputados), em 2014. Após as eleições para presidente, o Jair me procurou e disse que sairia candidato. Fomos dialogando. Novos tempos exigiam um mito nacional. Ele soube aproveitar os anseios do povo. E o Mourão e o (Paulo) Guedes foram pavimentando a estrada para ele voltar às ruas. Agora prevemos uma vitória no 1º turno”, frisou Fidelix.

O ato de encerramento de campanha em Guarulhos foi para prestigiar Rodrigo, que nasceu cidade. O PRTB tem planos de curto e médio prazo para o município.

“Guarulhos está de parabéns por ter dado a vida ao Rodrigo. Ele está se preparando para disputar mandatos aqui, pois conquistou o coração dos guarulhenses”, comentou Fidelix.

Em seu pronunciamento, Rodrigo Tavares reforçou as qualidades que um gestor público deve ter e se apresentou como a melhor alternativa para o Estado e para Guarulhos.

“O Estado precisa de maior eficiência administrativa e de tecnologia. De gente trabalhadora, com vergonha na cara. Gente que se pauta pela ética, pela vontade de fazer, por não ter o rabo preso. É hora de renovar. Vamos juntos, Guarulhos!”, afirmou o candidato.

Imagem: Divulgação