Vereadores devem fazer diligências no aterro sanitário no Cabuçu

Lucy Tamborino

Em reunião realizada ontem das comissões de Trânsito e Transportes e Desenvolvimento Urbano e Desenvolvimento Econômico (Dude), os vereadores presidentes Thiago Surfista (PRTB) e Dr. Laércio Sandes (DEM), respectivamente, informaram que devem fazer diligências no aterro sanitário, localizado no Cabuçu, para averiguar a situação do local após o deslizamento ocorrido em dezembro e que vem sendo monitorado constantemente pela prefeitura. A medida, que tem objetivo de avaliar o problema e dar encaminhamento a novas ações, deverá ter a data definida amanhã.

Na ocasião, o município decretou estado de emergência, em razão da ruptura por escorregamento de parte do corpo do aterro sanitário. Após o ocorrido, a população reclama de mau cheiro e aumento do número de moscas, em função do lixo que ficou esparramado na superfície.

“O acúmulo de responsabilidades passadas antes mesmo de eu nascer. Isso é um problema de políticas públicas defasadas ao longo de vários governos. São questões apartidárias”, defendeu o vereador Rafa Zampronio (PSB).

Na ocasião, o líder da oposição, Edmilson Souza (PT) informou que apresentou um projeto de lei na Câmara para a proibição de novos aterros na cidade. “Fizemos um apelo a todos os vereadores que quiserem assinar o projeto. É um problema de sustentação do meio ambiente da cidade como um todo”, disse.

Imagem: Lucy Tamborino