Vacinação contra gripe começou ontem em Guarulhos

Lucy Tamborino

Com expectativa de receber mais de 310 mil pessoas, a vacinação contra gripe iniciou ontem em Guarulhos e deve seguir até o próximo 31 de maio. A medida faz parte da 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza.

Neste ano, a primeira etapa da campanha priorizará crianças menores de seis anos, além das gestantes e mulheres que tiveram filho nos últimos 45 dias. As doses serão disponibilizadas em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade.

“Muito importante essa campanha. Vacinação é vida. É melhor tomar vacina agora do que entrar no hospital com a criança e não sair”, destacou advogada Vanessa de Souza Silva, mãe dos gêmeos Valentina Silva Zampereti e Bernardo Silva Zampereti, ambos com cinco anos.

Para Vanessa, os pais têm culpado muitas vezes os estrangeiros pelo retorno de doenças como o sarampo, mas ela acredita que a falta de vacinação é responsável pelo retorno de epidemias. Por acreditar nisso decidiu levar os filhos logo no primeiro dia de vacinação.

A dona de casa, Victoria Risso Lino do Nascimento, também aproveitou o início da campanha para vacinar o seu filho Matheus Risso Draghi, de três anos. “Toda vacina que for possível eu dou. A gripe com essa vacina vem mais fraca”, disse.

A partir de 22 de abril, segunda fase da campanha, serão imunizados os demais públicos contemplados: profissionais de saúde; professores das redes pública e privada; pessoas com idade igual ou superior a 60 anos; povos indígenas; jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, além das pessoas portadoras de doenças crônicas mediante prescrição médica.

No sábado (4 de maio) acontece o Dia D de Mobilização Nacional, com a abertura de todas as UBS, das 8h às 17h, para reforçar a vacinação. A meta é imunizar pelo menos 90% de cada um dos grupos prioritários contra o influenza. Para tanto, neste ano, a campanha será realizada em duas etapas.

Nesta campanha também serão disponibilizadas as demais vacinas do Calendário Nacional de Vacinação para atualização da carteirinha dos públicos contemplados. Segundo o Ministério da Saúde, a iniciativa tem por objetivo resgatar as pessoas não imunizadas e colocar em dias as doses em atraso, considerando o risco para as doenças imunopreveníveis.

Imagem: Lucy Tamborino