Três visitantes são interceptadas com drogas em presídios de Guarulhos

Da Redação

Durante as visitas de familiares às pessoas que estão presas em Guarulhos, no último domingo (11) três mulheres foram flagradas tentando entrar com drogas.

Na Penitenciária II Desembargador Adriano Marrey, a irmã de um dos presos da unidade ocultava um invólucro contendo maconha introduzida no ânus. Outra visitante, companheira de outro preso da unidade, foi surpreendida portando um invólucro contendo maconha, haxixe e cocaína também introduzida no ânus.

Já no Centro de Detenção Provisória (CDP) II a companheira de um preso da unidade escondida drogas nas roupas que usava. Agente da unidade detectou a tentativa de burlar a vigilância por meio do aparelho de scanner corporal do presídio. Todas as tentativas foram registradas em distritos policiais do município.

Os dados foram divulgados pela Secretaria de Administração Penitenciária (SAP). Em toda a capital e Região Metropolitana de São Paulo, foram 18 pessoas interceptadas tentando entrar com drogas e celulares no período de Carnaval.

Segundo a pasta, um drone deixou cair na rede de proteção do CDP da Vila Independência, na capital, um invólucro com quatro aparelhos celulares, sete pequenas trouxas de maconha e dois pinos de cocaína. Foram registrados casos de visitantes com entorpecentes e celulares em peças de roupas, partes íntimas, além de uma carta com 14 maços de cigarro cheios de maconha e cocaína.

Os visitantes interceptados foram levados para registrar o Boletim de Ocorrência e foram suspensos da lista de visita, mas não foram enquadrados criminalmente. Já os presos identificados como receptores dos ilícitos foram isolados e responderão a Procedimento Apuratório Disciplinar.

Foto: Divulgação