Terremoto na Bolívia é sentido por moradores da Vila Augusta

Rômulo Magalhães

Um terremoto de magnitude 6.8, que atingiu o sul da Bolívia por volta das 10h40 (no horário de Brasília) de ontem foi sentido em cidades do Brasil pouco antes das 11h. Em Guarulhos, moradores dos condomínios Suprema e Supera, localizados na Vila Augusta, sentiram o tremor.

É a segunda vez que um tremor de terra atinge os mesmos condomínios em menos de três anos. Em setembro de 2015, devido a um terremoto que alcançou o Chile, moradores dos mesmos locais sentiram o tremor em seus apartamentos. Na ocasião, o terremoto aconteceu à noite, o que causou pânico na população, que foi obrigada a evacuar do prédio.

De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o terremoto no país boliviano aconteceu a 13 km de uma localidade chamada Carandayti. Em Guarulhos, a Defesa Civil chegou a ser acionado por moradores da avenida Doutor Timóteo Penteado, Alameda Yayá e avenida Presidente Humberto de Alencar Castelo Branco. No entanto, não houve a necessidade de evacuação e nem comprometimento da estrutura dos edifícios.

Além de Guarulhos, o terremoto foi sentido na capital e nos estados de Brasília, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Em São Paulo, o prédio da Petrobras, na avenida Paulista e do Ministério Público (MP), na rua Riachuelo, Centro, chegaram a ser esvaziados.

Foto: Rômulo Magalhães