Temporal mata 7 pessoas e alaga regiões da Grande São Paulo

Da Redação

O temporal que atingiu a grande São Paulo na noite desse domingo (10) e madrugada de hoje (11) deixou sete pessoas mortas, diversas regiões alagadas, bloqueando ruas e avenidas, desabamentos de casas e deslizamentos de terra. No desabamento de uma residência em Ribeirão Pires, no ABC, quatro pessoas morreram e duas ficaram feridas, segundo informação do Corpo de Bombeiros de São Paulo e da prefeitura da cidade.

Outras duas pessoas morreram na avenida dos Estados. Outra pessoa morreu no bairro Taboão, em São Bernardo do Campo, no ABC, segundo o porta-voz dos bombeiros, capitão Marcos Palumbo.

A corporação informa também sobre o deslizamento de terra que atingiu uma casa na Rua dos Cravos, em São Rafael, na zona leste da capital, soterrando três pessoas. Uma mulher e duas crianças foram retiradas dos escombros, uma das crianças em estado grave. Todos foram levados para o Posto de Saúde de Sapopemba.

A enxurrada alagou várias vias no bairro de Sacomã, na região sudeste da cidade. De acordo com relatos nas redes sociais, carros foram arrastados pela correnteza e alguns motoristas tiveram que ficar aguardando ajuda nos tetos dos veículos.

Na Rua Caqui, em Embu Mirim, uma casa também desabou. Quatro pessoas foram retiradas dos escombros sem ferimentos. A Via Anchieta está interditada perto da Universidade Bandeirante (Uniban). Os bombeiros relatam que a Rua Cipriano Barata, no Ipiranga, ficou alagada e um carro foi levado pela correnteza.

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos informou que a circulação de trens na Linha 10 (Turquesa) está interrompida e a previsão é que não seja normalizada hoje.

O Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura de São Paulo informou que o maior volume de chuva, das 19h de ontem às 7h de hoje, foi registrado em Jabaquara, 109,5 milímetros, e na Vila Prudente, 103,3mm.

Imagem: Arquivo/Marcelo Camargo/Agência Brasil