Superlotação de presídios e CDPs de Guarulhos atinge 52%

Lucy Tamborino

As quatro unidades prisionais de Guarulhos totalizam uma população carcerária de 7.301 pessoas, ante a uma capacidade de 3.834 vagas. Isso significar que o índice de superlotação já atinge 52%.

Na penitenciária José Parada Neto I a capacidade é para 881 presos, no entanto há 2.013 detentos. Já na Desembargador Adriano Marrey II o total é de 2.310 ante uma capacidade de 1.268.

O mesmo cenário se aplica aos Centros de Detenção Provisória instalados no município. NO CDP I a capacidade é para 844 presos, mas há atualmente 1.500 detentos. Já no CDP II há 1.478 pessoas em relação às 841 vagas destinadas.

O problema de superlotação nas unidades prisionais é nacional, conforme dados divulgados no ano passado pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que fazem parte do projeto Sistema Prisional em Números.  A taxa de ocupação dos presídios brasileiros é de 175,82%, nos 1.456 estabelecimentos penais no país.

O sistema mostra, ainda, que em 81 estabelecimentos houve registro interno de maus-tratos a presos praticados por servidores e em 436 presídios foi registrada lesão corporal a preso praticada por funcionários.

Imagem: Lucy Tamborino