Sobe para 26 o número de óbitos por febre amarela

O Instituto Adolfo Lutz confirmou mais dois óbitos de moradores de Guarulhos que estavam sob investigação e tiveram resultado positivo para febre amarela silvestre, sendo um autóctone (infectado no município) e um caso importado de Nazaré Paulista. Com isso, sobe para 26 o número de mortes em decorrência da doença, dos 54 casos confirmados na cidade até o momento. A informação foi confirmada na última sexta-feira (13) pela Secretaria de Saúde.

O caso contraído em região de mata é de um senhor de 64 anos, que trabalhava como caseiro em um sítio na Água Azul. A vítima tomou a vacina no dia 1° de março, mas já havia sido infectado antes mesmo de criar imunidade, já que são necessários dez dias para que a vacina comece a fazer efeito. Ele começou a sentir os primeiros sintomas no dia 10 de março e foi internado no Hospital Geral de Guarulhos na mesma data, mas devido à piora do quadro clínico foi a óbito cinco dias depois.

O segundo caso é de um homem de 62 anos, morador do Jardim Jovaia, que não estava imunizado. Ele foi infectado em visita a um sítio localizado em Nazaré Paulista, onde ficava a maior parte do tempo. No dia 10 de março ele apresentou os primeiros sintomas, deu entrada no Hospital e Maternidade de Guarulhos – Grupo Notre Dame Intermédica – no dia 13 e entrou em óbito dois dias depois.

Foto: Divulgação/Ministério da Saúde