Sindicato dos Servidores denuncia situação precária e garante reforma de escola

Da Redação

Com o início das aulas, o Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal de Guarulhos (Stap) está preocupado com o estado de conservação das escolas da rede. Foi o que ocorreu na EPG Mauro Roldão Neto, no Pimentas.

Após denúncia do Sindicato, que apontou graves problemas na estrutura do prédio, nesta segunda (04) a Secretaria da Educação anunciou a interdição do local, com a redistribuição de alunos e Professores a outras escolas da região.

Precariedade – A escola apresentava telhas quebradas, paredes mofadas, buracos no chão, água empoçada e condições inviáveis para um ambiente de ensino.

Ante esse quadro, o presidente do Stap, Pedro Zanotti Filho, encaminhou ofício a diversos órgãos do Poder Público cobrando solução. O documento foi encaminhado ao Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Ministério Público de Guarulhos, Secretaria de Educação e à própria Prefeitura.

Avanço – Por força dessa pressão, o novo secretário de Educação, Paulo César Matheus, foi até a escola e garantiu que será feita uma reforma. O local ficará fechado e os Professores serão realocados, a fim de cumprir suas horas. As crianças serão transferidas para outras duas escolas da região.

O presidente Pedro Zanotti Filho comemora: “Quando o professorado obtém uma vitória, isso resulta em ganho para toda a comunidade, incluindo alunos e pais”.

Imagem: Divulgação