Sessão da Câmara termina em confusão com bombas de gás e balas de borracha

Da Redação

A sessão da Câmara de ontem terminou em uma grande confusão. No plenário, dois grupos estiveram presentes sendo um favorável ao projeto de lei, de autoria do vereador Laércio Sandes (DEM), que cria o Programa Escola sem Partido e outro contrário.

Com os ânimos acirrados, os trabalhos foram encerrados e os grupos deixaram o plenário por saídas diferentes. Ainda assim, eles se encontraram na rua Luiz Faccini e a confusão começou. Eles estavam munidos com pedras e entraram em confronto com a Guarda Civil Municipal (GCM) que foi acionada. Ônibus chegaram a ser parados na avenida Salgado Filho. A confusão terminou com a GCM respondendo com bombas de gás lacrimogêneo e tiros de bala de borracha. Pelo menos cinco pessoas ficaram feridas.

Em nota, a Secretaria para Assuntos de Segurança Pública informou que diante do tumulto entre apoiadores e contrários ao debate, a GCM interveio com uso de gás de pimenta, a fim de evitar confronto maior entre os manifestantes e garantir a segurança das pessoas no entorno da Câmara Municipal.

O PL está na pauta do Grande Expediente para ser deliberado. Ele ainda passará pelas comissões técnicas pertinentes da Casa de Leis, antes de ser votado em plenário.

Foto: Divulgação