Sesc Guarulhos – projeto viralizando conhecimento propõe discussões sobre saúde pública e questões socioambientais

No dia 30 de outubro o Sesc Guarulhos recebe os professores Deisy Ventura e Anderson Targino no bate-papo Saúde, Globalização e Sustentabilidade. Na atividade, que faz parte do projeto Viralizando Conhecimento, os convidados falam sobre o surgimento de doenças infectocontagiosas com potencial de se tornar pandêmicas. Discutem a relação entre o surgimento destas doenças e a degradação de ecossistemas, sobre como evitar a exposição humana a estes patógenos, e o que esperar no caso de não haver mudanças na relação dos seres humanos com o ambiente que o cerca.

Viralizando Conhecimento 

O Sesc Guarulhos, por meio do Centro de Educação Ambiental, promove o ciclo de diálogos Viralizando Conhecimento, que tem como objetivo gerar discussões sobre o panorama atual de saúde pública sob a luz de questões socioambientais. Iniciado em agosto, trouxe em sua estreia a jornalista Mariana Belmont no bate-papo A Quarentena é a mesma para todes? cuja pauta foi a desigualdade socioeconômica, e as dificuldades enfrentadas por diversas famílias no período de isolamento social.

No mês de setembro o projeto apresentou ações Mudanças de hábitos pessoais, impacto socioambiental e pandemia, com o psicólogo Odonel Ferrari Serrano, e A importância da educação ambiental e da sustentabilidade no cenário pós pandêmico, com Marcos Sorrentino, Coordenador do Laboratório de Educação e Política Ambiental (Oca), e Mônica Simons, Consultora de Projetos em Educação Ambiental em escolas da Rede Municipal de Ensino da Prefeitura de Guarulhos. 

No dia 16 de outubro o projeto recebeu a atividade Segurança hídrica e o combate à covid-19, com Marussia Whately e João Alexandre Saviolo Osti.

As atividades estão disponíveis para visualização no canal do Sesc Guarulhos no YouTube.

Saúde, Globalização e Sustentabilidade 

O surgimento do novo coronavirus e sua rápida disseminação e ascensão ao nível de pandemia surpreendeu governos e populações. Desde o surto de Gripe Espanhola, iniciado em meados de 1918, somos avisados da latência de novas doenças infecciosas e, ainda que tenhamos experienciado algumas surgirem nas últimas décadas, aparentemente, vivemos uma situação completamente nova. Mas afinal, como surgem estas novas doenças, e o que a degradação de habitats naturais tem a ver com isto? O que podemos esperar para os próximos anos caso nada seja feito no sentido de reverter o cenário de devastação dos ecossistemas naturais? Para debater estas questões, o Sesc Guarulhos convidou Deisy Ventura e Anderson Targino, para bate-papo mediado pelo educador ambiental do Sesc, Thiago Marchini.

Deisy Ventura é Professora Titular de Ética da FSP USP, onde é Chefe do Departamento de Saúde Ambiental e Vice Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Saúde Global e Sustentabilidade. É Livre-Docente pelo IRI USP, onde foi Professora de 2008 a 2018. É Doutora em Direito Internacional e Mestre em Direito Comunitário e Europeu da Universidade de Paris. Graduada em Direito e Mestre em Integração Latino-americana da UFSM. É editora-executiva da Revista Saúde e Sociedade, e membro do NAP-DISA (Núcleo de Pesquisa em Direito Sanitário) da FSP. É membro da Comissão sobre fragmentação da Saúde Global da Revista The Lancet em colaboração com a London School of Hygiene and Tropical Medicine, a Universidade de Heidelberg e o Norwegian Institute of Public Health. Exerceu a Cátedra Simon Bolívar do Instituto de Altos Estudos da América Latina da Universidade de Paris 3. Publicou 15 livros sobre temas internacionais e de educação jurídica. Coordenou no IRI USP os projetos de extensão universitária sobre direitos dos migrantes internacionais – Educar para o Mundo e São Paulo Cosmópolis. 

Anderson Targino é Professor de Geociências com ênfase em geotecnologias. Pós-Doutorado em Recursos Minerais e Hidrogeologia do Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo. Doutor em Geodinâmica e Geofísica. Mestre em Geodinâmica e Geofísica. É Graduado em Geografia, e possui formação técnica em Geologia e Mineração. Participou como coordenador e pesquisador em projetos ambientais com a UFRN/FUNPEC/PETROBRAS, bem como na Fundação de Estudos do Mar. Como Analista Ambiental, integrou o Núcleo de Estudos Técnicos de Alta Complexidade do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do RN. Professor do Mestrado Acadêmico da Universidade de Guarulhos. É Pesquisador de Pós-Doutorado no IGc-USP. Possui artigos publicados em revistas internacionais e nacionais, quatro capítulos de livros e quarenta e seis publicações em eventos científicos.