Sem receber salários, médicos do Hospital Stella Maris ameaçam parar atendimentos

Pedro Lacerda

Uma problemática encarada no Hospital Stella Maris é a possibilidade da paralisação dos médicos, que podem suspender os trabalhos caso não recebam seus respectivos salários. Há anos o hospital enfrenta uma séria crise financeira e busca recursos para não sofrer com a falta de insumos e agravar suas dívidas com seus funcionários.

O corpo clínico sofre há muito tempo com atrasos de pagamentos, e isso afeta diretamente no atendimento aos pacientes que, com a desmotivação por parte dos profissionais da saúde, enfrentam filas e longo tempo de atendimento na unidade.

Segundo a Folha Metropolitana apurou a falta de pagamento ao setor de hemodiálise supera o valor de R$ 1 milhão para seu corpo clínico, além do fato de o hospital efetuar os pagamentos para saldar dívidas anteriores, fazendo com que os salários atuais não sejam realizados.

Problema está na defasagem da tabela SUS, diz hospital

Em nota, o HSM informou que assim como a maioria dos hospitais filantrópicos do Brasil, também vem “acumulando déficit financeiro, que é fruto de decisões de políticas públicas equivocadas e que não valorizam os profissionais da saúde”.

Ainda reforçaram que os problemas estão fundamentalmente atrelados na ausência da correção da tabela do Sistema Único de Saúde (SUS), que não ocorre há pelo menos 10 anos e não possui previsão de reajuste em curto prazo. O hospital diz que a defasagem da tabela, aliada ao aumento constante dos custos hospitalares e inovações tecnológicas contribuem para sucessivos resultados desfavoráveis, mas que mantém o atendimento ao paciente do SUS com idade a partir de 53 anos.

Imagem: Pedro Lacerda