Saúde possui 128 transgêneros cadastrados em programa para transição sexual

Programa Transição sexual Jornal Folha Metropolitana Foto: Maria Ana Krack/PMPA

Pedro Lacerda

Guarulhos possui 128 pessoas cadastradas no Ambulatório Especializado em Processo Transexualizador (AME PRO Trans), para realizar procedimentos cirúrgicos para o processo de transexualização, dentre eles mamoplastia masculinizadora, histerectomia, redesignação sexual, entre outros.

Segundo a Secretaria de Saúde, deste total, 71 são mulheres trans, 47 homens trans e 10 em processo de definição. Atualmente o Centro de Referência e Tratamento de DST- Aids (CRT-SP) é o local indicado no município para realização destas cirurgias, visto que esse centro é quem regula as vagas para os hospitais cadastrados no estado.

Para o cidadão estar apto aos procedimentos, tem que estar em acompanhamento com médico endocrinologista, psiquiatra e psicólogo por pelo menos dois anos, além de apresentar laudo multiprofissional para realização da cirurgia.

O AME PRO Trans oferece aos usuários do serviço atendimento de enfermagem, serviço social, psicologia, psiquiatria, ginecologia, endocrinologia, hormonioterapia e grupos terapêuticos, com atividades de inclusão social, como por exemplo, o Cine Pipoca.

Imagem: Maria Ana Krack/PMPA