Samu registra em média 18 trotes por dia

Lucy Tamborino              

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Guarulhos recebeu, em média, 18 trotes por dia nos primeiros três meses deste ano.

Só nos primeiros 90 dias do ano, foram recebidas 1.683 ligações consideradas como trotes, o número representa 38% a menos que o mesmo período do ano passado, quando ocorreram 2.729 casos, de acordo com dados da Secretaria da Saúde.

Ainda, em todo ano passado, o Samu recebeu, em média, 27 ligações desse tipo por dia. Ao todo foram 9.922 ligações de ocorrências inexistentes, que não passavam de brincadeira.

O problema da brincadeira é que justamente o serviço 192 foi criado para socorrer também vítimas que podem, se não socorridas, ter sequelas ou até ir a óbito. Essas pessoas geralmente precisam de cuidados médicos antes mesmo da chegada ao hospital e só podem ser conduzidas por um meio de transporte que tenha oxigênio.

Segundo a prefeitura, o Samu deve ser acionado nas ocorrências envolvendo problemas cardiorrespiratórios, maus-tratos, trabalhos de parto com risco de morte da mãe ou do feto, em casos de intoxicação, queimaduras, tentativas de suicídio, crises hipertensivas (pressão alta) e acidentes em geral.

Todos os chamados efetuados para o serviço 192 são recebidos pelos telefonistas auxiliares de regulação médica. Esses profissionais imediatamente encaminham os casos para o médico regulador que, por sua vez, realiza um breve questionário com o solicitante para poder enviar a ambulância mais adequada de acordo com cada situação, acionando a base mais próxima para o atendimento da ocorrência.

Imagem: Rovena Rosa/Agência Brasil