Rodriguinho brilha, é decisivo mais uma vez e Corinthians derrota o Palmeiras

Da Redação

Finalmente, Corinthians e Palmeiras conseguiram fazer um clássico sem brigas e polêmicas e protagonizaram um bom jogo. E coube a Rodriguinho reforçar a fama de carrasco do rival alviverde e garantir a vitória por 1 a 0, ontem, na Arena, no primeiro encontro entre os rivais após a decisão do Campeonato Paulista.

O meia foi o autor do gol da vitória alvinegra, mas outro atleta que também deixou a Arena sob aplausos foi o garoto Pedrinho. Em seu primeiro clássico como titular contra o Palmeiras, o atacante jogou como um veterano. Nada de sentir a pressão, pelo contrário. Fez linda jogada no lance do gol, deu chapéu em Diogo Barbosa, acertou dois belos chutes e quase fez o dele. Pedrinho passou com sobras em seu primeiro grande teste.

Os jogadores do Corinthians entraram no gramado com uma faixa na cabeça que tinha a frase “Democracia Corinthiana”, em homenagem ao ex-jogador Sócrates. Curiosamente, Rodriguinho foi o único corintiano que não estava com o adereço. Ele decidiu prestar a sua saudação ao lendário ídolo corintiano em campo, com um gol de quem parece iluminado em clássicos.

Aquela tensão dos últimos clássicos não apareceu na Arena. Os dois times entraram mais focados em jogar bola, embora também tenha faltado futebol na primeira metade do jogo.

Pedrinho ficou com a bola, em velocidade cortou Bruno Henrique e Thiago Santos de uma vez só, em uma bela jogada que incendiou a torcida. Na sequência, Maycon cruzou e Rodriguinho mandou para as redes. De novo ele. Foi o terceiro gol do meia contra o rival só neste ano.

No segundo tempo, aos 43, o Palmeiras quase conseguiu calar a Arena. Antônio Carlos desviou de cabeça um cruzamento e acertou a trave. Foi só um susto para acabar com chave de ouro um bom clássico no estádio alvinegro.

Com o resultado, o Corinthians foi aos 10 pontos e se garantiu na vice-liderança do Brasileirão, ficando atrás do líder Flamengo apenas por causa do saldo de gols inferior. Já o Palmeiras caiu para o oitavo lugar, com oito pontos.

Foto: NEWTON MENEZES/ESTADÃO