Rodas de conversas reúnem estudiosos da cultura tradicional popular

Gerar discussões sobre o folclore na contemporaneidade e possibilitar a compreensão de novos paradigmas. Entre os dias 9 e 14 de agosto, o projeto Carpição Ressignificação e Permanência oferece o curso Folclore e Produção Cultural, rodas de conversas que reúnem estudiosos e pesquisadores brasileiros. Destinado a estudiosos da cultura tradicional popular e produtores culturais, o curso integra um conjunto de ações de reconhecimento e valorização da diversidade cultural, projeto realizado com recursos da Lei Aldir Blanc por meio do FunCultura.

As rodas de conversas abordam temas como história, patrimônio e folclore por meio de abordagens transdisciplinares, que prometem atualizar os participantes acerca de estudos recentes com pesquisadores contemporâneos, e debates sobre os estudos de manifestações tradicionais populares e suas diversas metodologias e áreas de pesquisa.

Os encontros acontecem pelo aplicativo Zoom. Para participar os interessados devem se cadastrar gratuitamente no site https://www.festadacarpicao.com.br/rodadeconversa. Na abertura do evento, dia 9, às 20h, Gerson Ramos apresenta Alma de Viola, debate sobre a viola caipira e materialização da cultura popular. No dia 10, às 20h, João Mario Machado apresenta Lendas, Bumbos e seus Sotaques, sobre as diferenças e principais características que envolvem essa importante manifestação da cultura popular afro-paulista.

No dia 11, às 20h, Helenice Camargo fala da importância das festas tradicionais na formação da cidadania. No dia 12, às 20h, Lilian Vogel trata da importância de olhar para a cultura popular a partir da ótica do encantamento.

No dia 13, às 20h, Rosiane Nunes reflete acerca do movimento folclórico brasileiro a partir da memória dos folcloristas. No encerramento das rodas de conversa, no dia 14, às 10h, Aline Mareá compartilha sua trajetória de formação musical em construção a partir das vivências com mestres e praticantes da cultura popular. Logo em seguida, às 20h, Wellington Campos apresenta Deuses que Dançam – Andando pra Frente e Olhando pra Trás.

Os encontros perpassam interesses nos âmbitos da educação, cultura e turismo de diversos segmentos das políticas públicas governamentais. Eles também se revestem de fundamental importância para o reconhecimento dos atuais estudos relacionados ao folclore brasileiro e aos patrimônios imateriais, uma vez que atuam diretamente com a percepção e a capacidade criadora de todos os agentes dos diversos recantos do Brasil.

Além disso, o curso favorece o reconhecimento de várias facetas do viver do povo guarulhense, como contribuem para o estímulo de pesquisas na área do folclore a partir de diversas tendências, bem como para o estudo contemporâneo e o reconhecimento da dinâmica das atividades do universo das tradições folclóricas em uma sociedade em constante transformação.

Para mais informações sobre as rodas de conversa acesse https://www.festadacarpicao.com.br/rodadeconversa. Para acompanhar os eventos do Projeto Carpição Ressignificação e Permanência acesse o perfil do projeto no Instagram (https://www.instagram.com/carpicao/) e o site www.festadacarpicao.com.br.

Serviço

Curso Folclore e Produção Cultural

Data: de 9 a 14 de agosto

Horário: 20h (roda de conversa com Aline Mareá no dia 14, às 10h)

Transmissão pelo Zoom

Programação

·        Segunda, dia 9 de agosto, 20h – Alma de Viola, com Gerson Ramos

·        Terça, dia 10 de agosto, 20h – Lendas, Bumbos e seus Sotaques – Uma Vivência com o Samba Rural Paulista, com João Mario Machado

·        Quarta, dia 11 de agosto, 20h – A Importância das Festas Tradicionais na Formação da Cidadania, com Helenice Camargo

·        Quinta, dia 12 de agosto, 20h – O Encantamento da Cultura Popular, Lilian Vogel

·        Sexta, dia 13 de agosto, 20h – Museus, Folclore e o Desejo de Memória dos Folcloristas, com Rosiane Nunes

·        Sábado, dia 14 de agosto, 10h – Entre Cantos e Encantos: saberes musicais e salvaguarda nas comunidades tradicionais, com Aline Mareá

·        Sábado, dia 14 de Agosto, 20h – Deuses que Dançam – Andando pra Frente e Olhando pra Trás, com Wellington Campos

- PUBLICIDADE -