Região Metropolitana tem 16% da população em busca de recolocação profissional

Pesquisa de Emprego e Desemprego, realizada pela Fundação Seade e pelo Dieese, mostram que a taxa de desemprego total na Região Metropolitana de São Paulo cresceu de 16,4%, em fevereiro, para 16,9%, em março.

O contingente de desempregados foi estimado em 1,8 milhão de pessoas, 59 mil a mais do que no mês anterior. Esse resultado decorreu da retração do nível de ocupação (eliminação de 36 mil postos de trabalho) e da relativa estabilidade da População Economicamente Ativa (23 mil pessoas passaram a fazer parte da força de trabalho da região, ou 0,2%).

O nível de ocupação diminuiu 0,4% e o contingente de ocupados foi estimado em 9,1 milhões.

Entre janeiro e fevereiro de 2018, variaram positivamente o rendimento médio real dos ocupados (0,3%) e o dos assalariados (0,9%), passando a equivaler a R$ 2.084 e R$ 2.150, respectivamente.

Foto: ANDERSON BARBOSA/ESTADÃO