Projeto Singularidades traz solos de dança autobiográficos para o Sesc Ipiranga

Da Redação

Entre os dias 10 e 14 de abril o Sesc Ipiranga recebe as ações do Projeto Singularidades que tem como proposta oferecer espaço para apresentações de trabalhos solos, que surgem por meio da investigação autobiográfica, da criação autoral e da afirmação de identidades na dança. Com apresentações de dois espetáculos em sequência a cada dia, a programação conta ainda com o bate-papo de lançamento do projeto e uma residência artística que investiga os materiais de criação dos trabalhos apresentados.

Abrindo a programação no dia 10 de abril, às 20h, acontece o bate-papo Autobiografia, autopoiese e performatividade em dança, com mediação de Samira Brandão e participação de Debora Marçal e Vanessa Macedo. A proposta é discutir a investigação autobiográfica, a experiência autopoiética e performativa em dança.

De  11 e 14 de abril o auditório da unidade recebe os solos Abominável, de Larissa Ballarotti, Marcela Banguela, de Natália Mendonça; Besta de Joana Ferraz e Gênera,  de Flora Kountouriotis, sendo dois espetáculos por dia apresentados na sequência.

 Os solos se juntam a fim de apresentar questões comuns que permeiam tanto as trajetórias individuais, expressadas na dança, quanto aspectos compartilhados por muitos nas relações cotidianas.