Programa Cuidando segue fazendo a diferença para pessoas em vulnerabilidade social

Ter um lugar para viver é o sonho de muitas pessoas em situação de rua e Silas Assunção Leite, ex-usuário do Serviço de Acolhimento Institucional Adulto Masculino Centro, conquistou-o agora. Há três meses ele entrou para o programa de zeladoria social Cuidando, iniciativa da Prefeitura de Guarulhos, e trabalha como auxiliar de serviços gerais na Regional Taboão da administração municipal.

Nascido em Bertioga, Silas tem 25 anos e está no município desde 2018. Em razão de conflitos familiares, ele deixou a casa dos pais e acabou parando em Guarulhos. “Eu estava desempregado, morando na rua e numa situação difícil e frequentava o Se-POP (Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua), depois fui para o Serviço de Acolhimento”, disse o auxiliar de serviços gerais, que terminou o ensino médio e revelou o desejo de cursar três faculdades diferentes (Pedagogia ou licenciatura em Matemática ou Direito).

Quando o assistido soube do programa Cuidando, ele viu uma oportunidade de reconquistar a independência, a autonomia e mudar o rumo da vida. Por meio da iniciativa, Silas foi trabalhar na regional da Prefeitura com compostagem para adubação orgânica de plantas, já que na sua cidade natal teve experiência como auxiliar de jardinagem. “O programa é muito bom. Consegui alugar um cantinho e me mudei. É uma porta de entrada para quem está em uma situação bem feia. É uma grande oportunidade,” afirma Silas, cujos planos agora incluem estudar paisagismo para ser consultor na área e, futuramente, Direito.

A coordenadora do Se-Pop Centro, Andressa Rodrigues Maciel, acompanhou o acolhido e destaca a importância do programa. “O Cuidando, além de garantir a inserção das pessoas em situação de alta vulnerabilidade no mercado de trabalho, dá a elas a chance de recomeçar ‘cuidando’ de suas vidas e do nosso município”, afirma Andressa, referindo-se à proposta de o programa proporcionar trabalho de manutenção na cidade, contratando em regime de CLT, com direito a férias, 13º salário e todas as garantias de um trabalhador.

Cuidando

O programa foi lançado pela Prefeitura em fevereiro, por meio de parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social e a Subsecretaria de Assuntos Institucionais, sendo desenvolvido pela instituição Núcleo Batuíra Serviço de Promoção da Família, que ganhou o chamamento público. Oferece uma bolsa-auxílio para os participantes, que são pessoas em situação de rua ou desempregadas e em vulnerabilidade social, inscritos no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais). Em troca, os integrantes apoiam a Secretaria de Serviços Públicos e auxiliam em diversos serviços como varrição, pintura de guias, poda de canteiros e jardins e roçagem.

Os participantes passaram por capacitação e atuam junto aos profissionais das regionais da Prefeitura, com jornada de seis horas diárias, de segunda a sexta-feira, em regime de CLT. O contrato é de seis meses, prorrogáveis por mais seis.

Fonte: Prefeitura de Guarulhos