Professor de caratê ministra aulas gratuitas no Adamastor e pretende aumentar equipe

Pedro Lacerda

Um dos esportes mais tradicionais das artes marciais, conhecido por sua rigorosa aplicação técnica e disciplinar, o caratê está em boas mãos – e pernas – no cenário guarulhense. Isso porque o professor Daniel Reis, 42, realiza aulas periódicas no Teatro Adamastor, com auxílio de seus filhos, Eric Reis, 13 e Camila Reis, 15 e já conta com a presença de cerca de 70 alunos, cuja pretensão é aumentar ainda mais o time. A categoria ensinada por Reis e seus filhos aos alunos é o caratê Kyokushinkaikan.

“Já estou na modalidade há quase 30 anos. Peguei a faixa preta há 15 anos e comecei a trabalhar com o caratê, hoje estou no quarto Dan, mas já estou muito satisfeito com a minha posição, pretendo chegar ao quinto e me manter”, diz o professor que, emocionado, contou sobre os feitos de seus filhos, campeões brasileiros de suas respectivas categorias.

Reis, que também trabalha fora dos horários de aula como analista de sistemas, diz que contou com o apoio de seu amigo que ministra aulas de kickboxing também no Adamastor. “Nós incentivamos todo atleta que demonstra potencial. Fomos ao campeonato agora em julho em uma equipe de 14 atletas, contando comigo, conseguimos trazer 17 troféus, com cinco primeiras colocações, o trabalho que realizamos com estes jovens é de suma importância”, disse.

As aulas acontecem as segundas-feiras, quartas-feiras e sextas-feiras, das 20h30 às 22h, gratuitamente para alunos com idade mínima de seis anos, sem limite de idade máxima.

Imagem: Pedro Lacerda