Prefeitura recebe representantes da Aeronáutica para discutir a segurança do espaço aéreo

O auditório do Paço Municipal recebeu na manhã desta quinta-feira (24) representantes da Força Aérea Brasileira para elucidar questões acerca da Instrução de Comando da Aeronáutica (ICA) 11-408, que dispõe sobre as restrições aos objetos projetados no espaço aéreo que possam afetar adversamente a segurança ou a regularidade das operações aéreas. Em outras palavras, o documento versa sobre quaisquer construções que possam representar perigo e/ou atrapalhar as operações aéreas, tendo em vista que há em Guarulhos o maior aeroporto internacional da América do Sul. O evento foi organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU) de Guarulhos.

A explanação foi feita pelos tenentes Iafrate, chefe de Coordenação e Controle da Subdivisão de Aeródromos do Centro Regional de Controle do Espaço Aéreo Sudeste (CRCEA-SE), e Figueiredo, adjunto da seção, e pela sargento Ludmila, encarregada dos procedimentos administrativos da seção. A apresentação discutiu os planos de zona de proteção de aeródromos e helipontos, planos de auxílio, embargos de obras, entre outros temas presentes no documento. 

Já sobre as solicitações, uma das partes mais importantes da apresentação, foi explicado que todo objeto projetado no espaço aéreo deverá ser submetido, pela municipalidade, à apreciação do Comando da Aeronáutica, para que seja analisada a viabilidade e para que verifiquem se aquele projeto não interfere na normalidade dos trabalhos aéreos. Essa normativa, por exemplo, já existe e é aplicada pela SDU, e a reunião também serviu para que fossem alinhadas formas de dar celeridade aos processos.