Prefeitura irá recorrer de decisão judicial que determina desativação de abrigo para cães

A Prefeitura vai recorrer da decisão da 1ª Vara da Fazenda Pública de Guarulhos que determina a desativação de um abrigo para cães localizado em terreno da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU) ao lado da Etec do Parque Cecap. A ação ocorre a pedido do Ministério Público estadual em ação civil pública contra o município, a CDHU e a protetora de animais que opera o local.

De acordo com Andrea Viegart, diretora de Proteção Animal (DPAN) de Guarulhos, a decisão judicial está baseada numa situação que não corresponde à realidade. “Não se trata de canil clandestino, mas sim de um abrigo de animais idosos com poucas chances de adoção que presta importante serviço ao município desde 2012 e que inclusive, há dois anos, conta com o apoio da Prefeitura. Além disso, a decisão baseia-se em lei municipal já revogada e ainda tem como alvo a antiga localização do abrigo, que há algum tempo foi deslocado e reformado pela própria CDHU, proprietária do terreno que autoriza a atividade. Como a pessoa vai deixar uma área na qual nem sequer está mais?”, questiona a diretora.

Para o secretário de Justiça, Airton Trevisan, “o município tem preocupação e é parceiro na causa da proteção animal e recorrerá justamente porque tem certeza de que os animais são bem tratados pela cuidadora e acompanhados sistematicamente pela municipalidade”, afirma.

Ainda segundo Andrea, todos os 76 animais abrigados são vacinados e castrados e o local é vistoriado frequentemente para garantir boas condições sanitárias, de saúde e conforto aos cães.

Fonte: Prefeitura de Guarulhos