Prefeitura entra com ação civil contra veterinária que burlou sistema de vacinação na cidade

O município de Guarulhos ajuizou nesta segunda-feira (19) uma ação civil pública contra a veterinária Jussara Barreira Sonner, que em junho admitiu nas redes sociais ter tomado uma dose a mais de vacina contra a covid-19 (Janssen) em uma UBS de Guarulhos, burlando o sistema municipal de imunização. Em caso de condenação, o valor deve ser destinado ao Fundo Municipal de Saúde.

Em 30 de junho, a veterinária postou em uma rede social que tomou em Guarulhos a vacina da Janssen contra a covid-19, depois de já ter se imunizado com as duas doses da Coronavac também na cidade, em fevereiro e março. Imediatamente, em 1º de julho, a Prefeitura a ingressou com uma ação no Ministério Público Estadual para verificar o suposto delito. Um inquérito policial foi aberto para apurar o caso. 

Em postagem no perfil pessoal no Instagram, a médica veterinária, que reside em um condomínio de Arujá, relata, inclusive com fotos: “Sei que nenhuma vacina é totalmente segura, pois não houve tempo para a realização dos testes! […] Mas como no início do ano tomei a ‘vachina’ estava bastante incomodada com isso! Esperei o tempo necessário – três meses – e hoje consegui tomar a da Janssen! […] Agora me sinto mais protegida, é dose única e estou liberada para viajar para onde eu quiser! […] Agora sim que viro jacaré! […] #covid19 #vacina #vacinaJansen #proteçaocontinua […]”.

O caso teve repercussão nacional e a Prefeitura, além da ação no MP, decidiu entrar com o pedido de ressarcimento por danos morais. Além dos R$ 500 mil, o município solicitou que a veterinária entregue no prazo de 48 horas, sob pena de multa de R$ 10 mil ao dia, o comprovante de vacinação da Janssen, para evitar que ela use o documento para viajar para outros países, como divulgou em suas redes.