Por um mundo onde sejamos socialmente iguais e totalmente livres

Assunto: CEU Ponte Alta corte costura Local:CEU Ponte Alta Data: 08.03.2017 Foto: Fabio Nunes Teixeira

*Verinha Souza é Subsecretária de Políticas para as Mulheres da Prefeitura de Guarulhos

O empoderamento feminino já ganhou lugar de destaque na sociedade, mas tem muitas barreiras a vencer. Por isso, hoje, quando celebramos mais um Dia Internacional da Mulher vamos refletir sobre nosso papel para assegurar que as mulheres possam ocupar o espaço que desejam em qualquer área, vencendo as barreiras com relação à liberdade de escolha.

Vale ressaltar que o caminho do empoderamento feminino começou em 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem ao movimento pelos direitos das mulheres e como forma de obter apoio internacional para luta em favor do direito de voto. Mas somente no ano de 1975, durante o Ano Internacional da Mulher, que a Organização das Nações Unidas (ONU) passou a celebrar a data em 8 de março. Já no Brasil, em 1932, as mulheres conquistaram direito de voto opcional e, em 1946, ele se tornou obrigatório, tal como o dos homens.

Aqui em Guarulhos, a Subsecretaria de Políticas para as Mulheres atua para que o empoderamento feminino aconteça de fato. Afinal, empoderar a mulher torna a sociedade mais justa, menos preconceituosa, com a promoção da aceitação e da tolerância a toda e qualquer diferença. Além de orientação e cursos para geração de renda e independência financeira, a Subsecretaria tem como meta contribuir para ampliar as opções da mulher no mercado de trabalho, em áreas até então em dominadas por homens.

No ano passado, a Subsecretaria realizou cerca de 23 mil atendimentos às mulheres por meio das Casas Clara Maria e o Centro de Referência à Mulher Vítima de Violência Doméstica, oferecendo cursos, palestras, oficinas, acompanhamento e informação para aumentar o conhecimento de seus direitos, elevar a sua autoestima e respeito aos seus anseios.

A complexidade das relações e mudanças sociais impõem que sejamos perseverantes em nosso compromisso, comprometimento e trabalho para que possamos transformar o nosso tema de 2019 em realidade.