Placas do Mercosul começam a valer em 1º de setembro em Guarulhos

Rômulo Magalhães

O prazo para as placas de veículos adotarem o padrão dos países do Mercosul vai começar em 1º de setembro de 2018, conforme resolução publicada neste mês no Diário Oficial da União. A medida também valerá para os motoristas de Guarulhos.

A placa com novo padrão já é usada na Argentina e deveria ter começado a ser adotada no Brasil em janeiro de 2016, mas foi adiada duas vezes: primeiro para 2017 e, depois, sem prazo específico.

De acordo com a resolução, na primeira etapa, elas serão adotadas em veículos zero quilômetro ou quando for feita transferência de município. Veículos que já circulam terão até 31 de dezembro de 2023 para mudar.

No entanto, a medida vem gerando diversas polêmicas entre a população. Para o guarulhense e analista financeiro Bruno Cesar da Silva, a ação é positiva, porque dificultará a falsificação de placas veiculares que tanto prejudica a população, com a aplicação de muitas, que muitas vezes não foi feita pelo condutor. “Além disso, facilita a entrada de veículos brasileiros em outros países”, declarou.

No entanto, para o corretor de imóveis Caio Moreno, as trocas deveriam ser gratuitas pelo fato de o brasileiro já pagar muito imposto. “Já gastamos muito com IPVA e IPTU”, reclamou.

Custos
Segundo o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran), no momento, não tem como afirmar se haverá alteração no valor cobrado atualmente, que, no estado, é de R$ 128,68.

De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) com as novas rotinas de comercialização (sem a atuação de intermediários entre o fabricante e o consumidor) somadas aos preços dos novos insumos (com padrões internacionais), acredita-se que os preços não devem aumentar, e até mesmo se espera uma queda nos preços.

Foto: Rômulo Magalhães