Piloto é acusado de agredir funcionária em Cumbica

Da Redação

Um piloto norte-americano da companhia aérea American Airlines foi acusado de ter agredido uma funcionária da mesma companhia no GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica.

O voo, com destino a Miami, nos Estados Unidos, foi cancelado e o piloto teve o passaporte retido. Um termo de agressão foi elaborado pela Polícia Federal.

A confusão ocorreu após uma possível discussão entre o copiloto e uma agente de tráfego, devido ao ajuste do degrau do finger, cujo o piloto teria afirmado que a posição estava incorreta, porém, a funcionária teria afirmado que estava correto.

Segundo testemunhas, a discussão tomou proporções maiores e o piloto chegou a agredir a funcionária, pegando-a pelo pescoço. O envolvido responderá à Justiça, com base no artigo 129 do CP, junto ao Juizado Especial Criminal Estadual.

Foto: Arquivo/PAC