PF prende seis pessoas e apreende 14 kg de cocaína no aeroporto de Guarulhos

- PUBLICIDADE -
Corrida Folha Metropolitana

Da Redação

A Polícia Federal prendeu seis pessoas tentando embarcar com aproximadamente 14 quilos de cocaína na sexta-feira (10) e no sábado (11) no GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo.

Entre o final da noite de sexta-feira (10) e a madrugada de sábado (11), no check-in de voo com destino a Adis Abeba, na Etiópia, policiais federais abordaram e entrevistaram três passageiros suspeitos e os conduziram à delegacia para realização de perícia em seus pertences. Com uma mulher, nacional da Guiné, 59 anos, os exames periciais encontraram mais de dois quilos de cocaína dentro de 84 tubos de tinta corante para tecidos.

Outros dois quilos da mesma droga foram localizados dentro da estrutura de uma pasta executiva. O responsável pela droga, um homem nacional da Nigéria, de 32 anos, disse aos policiais que pegou a pasta com a droga, na zona leste de São Paulo, mediante promessa de pagamento pela entrega à pessoa desconhecida, no aeroporto de destino.

Com uma brasileira, de 36 anos, pouco mais de dois quilos de cocaína foram encontrados dentro de 35 frascos de perfume. Os três passageiros receberam voz de prisão por tráfico internacional de drogas.

Já no porão de bagagens, funcionários que fiscalizam as malas despachadas com o uso dos aparelhos de raio-x, identificaram conteúdo suspeito em duas delas e acionaram os policiais federais. Os proprietários das malas, que embarcariam com destino a Tailândia, foram localizados e conduzidos à delegacia. Em sede policial, as malas foram periciadas e um volume aproximado de sete quilos de cocaína foi encontrado.

A última prisão foi de um brasileiro, de 24 anos, que pretendia embarcar com destino a Paris, na França. Ele foi detido ao tentar passar pelo controle migratório com cocaína oculta dentro dos calçados, cerca de trezentos gramas da droga. O homem disse aos policiais que é usuário da droga e que a adquiriu no centro da cidade de São Paulo.

Os presos serão encaminhados ao presídio estadual onde permanecerão à disposição da Justiça.

Imagens: Divulgação/Polícia Federal

- PUBLICIDADE -