Pelo segundo ano, Pimentas e Bonsucesso registram maior número de casos de violência contra mulher

Da Redação

Pelo segundo ano, as regiões do Pimentas e Bonsucesso registraram o maior número de casos de violência contra a mulher. A constatação faz parte de levantamento feito pela Subsecretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), vinculada a Secretaria de Assuntos Difusos (SAD), a partir de dados disponibilizados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo.

A SPM atualizou os dados do “Mapa da Violência”, e apontou que os dois bairros totalizaram 19 dos 34 casos de homicídios ocorridos em 2017, além de somarem 17% dentre todos os crimes contra às mulheres (homicídio, lesão corporal, calúnia, difamação, ameaça, estupro, entre outros).

Os dados coletados mostram ainda que houve uma diminuição com relação ao número de homicídios no município, quando comparado os últimos dois anos: 71 mortes em 2016 e 64 em 2017. No entanto, o número total de crimes registrados contra as mulheres no último ano foi superior ao do ano anterior: 7582 casos, contra 7546.

A SPM promove políticas públicas para discutir e refletir sobre a violência de gênero, doméstica e familiar, na tentativa de garantir a segurança e integridade física, sexual, psicológica e patrimonial da mulher, para romper a cultura machista da sociedade e garantir o empoderamento feminino, realizando palestras de sensibilização, atividades de intervenção, parcerias e encontros.

Para a subsecretária de Políticas para as Mulheres, Verinha Souza, fortalecer as ações já implementadas é o eixo principal da subsecretaria para resgatar a autoestima das mulheres vitimadas pela violência de gênero. “Estamos empenhados na criação da 1ª Casa Abrigo para Mulheres em Situação de Risco e Violência, e esta conquista será muito importante para a cidade”, ressaltou.

Foto: Divulgação