Os SUVs que estão a caminho

Da Redação

Ao menos mais seis SUVs compactos estão a caminho do Brasil. Três serão inéditos e baseados em modelos já à venda: Fiat Argo, Renault Kwid e Volkswagen Polo. A nova geração do Chevrolet Tracker, cuja produção será transferida para a Argentina, completa o time.

Da Fiat, serão dois SUVs inéditos: um derivado da Toro e outro do Argo. O primeiro deve chegar no ano que vem e o outro, em 2021. Os dois terão os novos motores Firefly 1.0 e 1.3 com turbo. No visual, o SUV baseado no hatch será parecido com o Fastback, conceito revelado no Salão do Automóvel, em 2018.

Outro com grandes chances de ser vendido no País é o SUV baseado no Kwid. O modelo será lançado pela Renault na Índia no ano que vem. Por lá, o carrinho terá menos de 4 metros de comprimento e motor 1.0. Haverá câmbio manual de cinco marchas e automático de seis.

Também para 2020 está confirmado o lançamento do SUV do Polo. O modelo será feito na fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo (SP) e terá a mesma base mecânica do hatch. Ou seja: motores 1.0 turbo e 1.6 aspirado e câmbio automático de seis marchas. A marca também está desenvolvendo um SUV subcompacto inédito, que será feito em Taubaté (SP). Não há informações sobre a data de estreia.


Tracker

Da Chevrolet, a nova geração do Tracker será argentina. O anúncio foi feito pelo candidato à presidência da Argentina, Alberto Fernández, após reunião com executivos da GM. O SUV passa a ser produzido no país vizinho em 2021 – por ora o modelo vem do México. Revelado na China, o novo Tracker cresceu 2 cm no comprimento e na distância entre os eixos. Agora são 4,27 metros e 2,57 m, respectivamente. O modelo deverá vir ao Brasil com o novo motor 1.0 turbo.

Imagem: Divulgação/Fiat Argo