Os dez segundos para o julgamento

Vitinho Kamguru

Alguns dias atrás fiz um vídeo e postei nas redes sociais. Percebi algo bem curioso que está acontecendo com nossa geração. No vídeo, eu falei sobre como as pessoas estão julgando as outras pessoas por terem opiniões diferentes. Essa maré vem de alguns anos, iniciando por divergências políticas e levando para outros setores do nosso dia a dia.

Comecei a reparar, que as pessoas não podem ter opiniões diferentes, quando isso acontece, começam os julgamentos, quando não ofensas fortes. Algumas pessoas perderam um pouco do senso de humanidade e querem fazer os outros engolir goela abaixo a forma que elas veem o mundo.

Somos seres inteligentes e totalmente diferentes um do outro. Todas as nossas experiências de vida, nos modelaram e nos transformaram nesse individuo único. Com isso, carregamos essas informações captadas, cada um no seu formato, cada um com a sua medida. E por ter vivido essas experiências, vemos o mundo pela nossa ótica, com opiniões, crenças, gostos e em geral, tudo individualizado. Nos tornamos humanos bem diferentes um do outro.

Entendendo isso, gostaria de afirmar que somos diferentes, temos gostos e opiniões
diferentes. Parece loucura ter que falar isso, mas somos assim. Não somos inimigos, não precisamos desejar o mal quando não somos compreendidos. Na verdade, está tudo bem a outra pessoa querer outra coisa.

E a partir desse momento, comecei a fazer algumas perguntas que foram cruciais para minha mudança de mentalidade. Comecei a tentar entender por qual motivo ou experiência essa pessoa pensa diferente. Quais foram as razões para ela acreditar numa informação contraria da minha. E será que ela poderia ter razão? Porque não!
Experimente esse exercício de inteligência emocional, criando empatia com as pessoas. Você vai ver que muitas vezes não vale a pena entrar numa discussão, onde não vai levar a nada.

Você não vai ganhar nada, vai sim perder. Vai se envolver com uma energia negativa e alimentada pode acarretar a outros problemas piores, que podemos ver em algumas pessoas dessa nossa geração.

Outras vezes você poderá aprender algo sobre um novo jeito de pensar. O conteúdo absorvido pode abrir a sua mente para novos horizontes e percepções. Poderá fazer você ter mais conteúdo de valor e ter mais sabedoria para continuar a jornada da vida.

Finalizando, podemos todos viver bem, mesmo com todas essas diferenças e vir a aprender uns com os outros. Pois temos dentro nós, uma riqueza infinita, onde podemos compartilhar e acrescentar um para o outro. Vamos transmitir o bem…

Boa sorte!