Os desafios enfrentados pela juventude e o que Guarulhos tem feito para minimizar os impactos da pandemia

Em 30 de março comemora-se o Dia Mundial da Juventude, data que joga luz sobre um problema muito importante: o futuro dos nossos jovens. De fato, a pandemia causada pelo coronavírus tem afetado a todos, mas ao fazer um recorte da sociedade e focarmos na juventude, percebemos que um dos maiores desafios foi a adaptação às novas formas de ensino impostas pela atual condição: a de não aglomerar.

Mesmo antes da pandemia já havia no Brasil uma expressiva evasão escolar e os índices de desemprego eram crescentes. De acordo com dados de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 20,2% da população entre 14 e 29 anos não completou alguma das etapas da educação básica, seja por terem abandonado a escola ou por nunca a terem frequentado.

Já no cenário de empregabilidade, antes da pandemia 18,4% da juventude estava à procura de trabalho. Este número, segundo o IBGE, subiu para 24,2% em dezembro de 2020. Os dados refletem o impacto da pandemia na vida dos jovens.

Em Guarulhos existem aproximadamente 329.463 mil jovens, de diferentes classes sociais, escolaridades e raças. Como auxiliar os jovens a encarar esses novos desafios que surgiram com a pandemia e suas restrições?

A Subsecretaria de Juventude (SJ) de Guarulhos trabalha no acompanhamento desses novos desafios, ouvindo os jovens, entendendo suas dificuldades e, a partir delas, pensando em políticas públicas que possam auxiliar de fato na construção de um futuro melhor para essas pessoas. No momento, mesmo encarando fortes restrições de circulação que dificultam o contato com essa população, a pasta tem promovido diversas parcerias com empresas, universidades e escolas de cursos profissionalizantes para oferecer cursos de capacitação direcionados aos jovens, que são compreendidos como pessoas de 14 a 29 anos. Exemplo disso é a parceria com o Eniac, firmada no início de 2021, que ofertou cem vagas totalmente gratuitas no cursinho pré-vestibular da instituição.

Houve também a disponibilização de diversas vagas em aulas introdutórias ao inglês em parceria com a Yázigi e a doação de mais de 1,8 mil apostilas para cursinho pré-vestibular, recebidas pela SJ pelo Colégio Mater Amabilis e que estão sendo distribuídas para os centros de aula comunitários da cidade para fortalecer essas instituições.

Antes mesmo da pandemia a SJ já atuava nessa e em diversas outras frentes, como na oferta de cursos presenciais de gastronomia, aulas de esporte, mutirões de estágios para jovens em parceria com diversas empresas guarulhenses, palestras sobre problemas psicológicos, entre outros programas que atingiram nos últimos quatro anos milhares de jovens.

Acreditamos na força dos jovens e sabemos que eles irão usar todas as suas forças para superar esse momento caótico e triste que estamos vivendo. Em breve voltaremos a nos encontrar, a frequentar as confraternizações, ocupar as ruas quando necessário, mas enquanto isso não passa o nosso convite a você, jovem, é para que faça o possível para ficar em casa, se cuidar e das pessoas que você ama. Saiba que você pode contar conosco!

César Sousa – subsecretário de Juventude