Orquestra Jovem: Samba em Concerto emociona público no Teatro Adamastor

Da Redação

Casa cheia, lançamento de temporada, repertório com grandes composições. No último sábado (16), a Orquestra Jovem Municipal de Guarulhos (OJMG) emocionou o grande público do Teatro Adamastor com o sucesso “Samba em Concerto”, espetáculo que trouxe ao palco artistas locais ligados ao universo do samba. O evento contou com as presenças do Secretário de Cultura, Vitor Souza, e do Subsecretário Adalmir Abreu.

O secretário Vitor enfatizou a importância da apresentação, sobretudo por marcar o início da Temporada 2019 da OJMG. “É com grande prazer que apresentamos a vocês que acompanham a trajetória da Orquestra o calendário com todos os espetáculos até o final do ano, uma grande conquista desses jovens instrumentistas, que aceitaram o desafio de lhes apresentar um repertório sempre de ótimo gosto e qualidade”, vibrou Vitor.

Igualmente entusiasmado, o subsecretário Adalmir observou a crescente busca por espaços e espetáculos culturais pela população como um forte indício do bem que a arte faz às pessoas. “Receber a população nessa noite chuvosa para apreciação do trabalho da Orquestra Jovem é, sem dúvida, uma grande satisfação para todos nós que acreditamos no potencial transformador que a arte exerce na vida de cada um de nós”, comemorou Adalmir.

Samba em Concerto

Os cantores Adriana Moreira, Clarice Aguiar, Yvani Coelho, Jhony Guima, Tatto Martins, Maykon Armond e Sol Gonçalves presentearam o público com grandes clássicos do samba e embalaram com alegria a noite de sábado no Teatro Adamastor. Emoção em cada acorde, harmonicamente arquitetado pelos músicos do grupo de samba que acompanhou a orquestra, os instrumentistas Davi Oliveira, Tiago Prates, Ricardo Bueno, Ricardo Ramesh, Anderson Peixoto, Paulinho Nunes, André Maia e Maykon Armond, o termômetro desse sucesso foi, claramente, a vibração dos presentes, que aplaudiram o espetáculo calorosamente, do começo ao fim.

Dos grandes destaques da noite é preciso relembrar a carinhosa homenagem prestada a dois grandes artistas, César do Acordeon, importante músico nordestino, responsável por difundir as raízes culturais do forró em Guarulhos, e Samuel Cardoso dos Santos, o Samuka, professor do Conservatório Municipal de Guarulhos e coordenador do Projeto Roda de Choro, ambos falecidos no ano passado.

Dividindo a batuta com os regentes Emiliano Patarra e Diego Pacheco, os jovens maestros Fernando Gomes e Kevin Camargo estiveram à frente do espetáculo em momentos significativos, quando da execução de “Canto de Ossanha”, de Baden Powel, e “Samba em Prelúdio”, de Vinicius de Moraes, ambas com arranjos especialmente criados por Kevin. Vale lembrar ainda que Alexandre Daloia foi o grande responsável pelos demais arranjos, o que encheu de brilho o espetáculo ao associar com tamanha sensibilidade a profusão de elementos sinfônicos com as alegorias musicais do samba.

Ao final do espetáculo, os cantores se reúnem no palco para a animada “Deixa a Vida me Levar”, de Zeca Pagodinho, um convite em ótimo astral para que o público possa voltar e acompanhar de perto os eventos da Temporada 2019 da Orquestra Jovem, afinal, emoção e música de qualidade estão garantidas.

A Temporada 2019

Ao longo da temporada 2019, a OJMG fará profundos mergulhos nas obras de compositores renomados, como Chopin, Mozart e Beethoven, mas também apresentará peças completamente inéditas, como “Rito de Evocação dos Sons Ancestrais”, do brasileiro Matheus Bitondi; primeiras audições nacionais, como a ópera “Vanessa”, de Samuel Barber, e o Concerto nº 2, de Léo Brower. Além disso, a temporada oferece ao público a integração entre diferentes linguagens, como dança e teatro, espetáculos como “Samba em Concerto” e “Luar do Brasil”, ao mesmo tempo em que reserva momentos voltados à apreciação da música sinfônica em si.

Dentre as novidades desta edição estão os espetáculos “Os Novos Solistas de Guarulhos”, que destaca talentos da cidade pelos palcos do país, o concerto de premiação “GruPiano”, primeiro concurso de piano da cidade; “Cantos do Brasil”, quando a música brasileira de raiz encontra a orquestra sinfônica, entre outros.

Imagem: Carla Maio/PMG