Ocultos em objetos, entorpecentes e celular são impedidos de entrar em presídios da Grande SP

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informa sobre as apreensões de objetos ilícitos ocorridas nos últimos dias nas unidades prisionais da Grande São Paulo.


São Bernardo do Campo 

Na última terça-feira (20), irmão de um detento do Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Bernardo do Campo escondeu uma placa de aparelho celular no interior de um tênis e enviou o calçado à unidade prisional. O objeto foi flagrado no momento em que o pacote passava pelo procedimento de revista no Raio-X.
Policiais do 8º Distrito Policial de São Bernardo do Campo foram acionados para lavrar o boletim de ocorrência. 

Franco da Rocha

Na última quarta-feira, 21, agentes de segurança da Penitenciária I “Mário de Moura e Albuquerque” de Franco da Rocha encontraram quatros pedaços de papel, semelhantes ao K4, camuflados dentro de um par de tênis. Os ilícitos foram enviados ao presídio pelo pai de um sentenciado.

Na Penitenciária III “José Aparecido Ribeiro” de Franco da Rocha, a mãe de um recluso escondeu três pedaços de papel semelhantes ao K4 em tubos de creme dental e encaminhou os objetos via correspondência à unidade penal. O caso ocorreu na última terça-feira (20).A segunda apreensão da PIII aconteceu na quarta-feira (21), quando agentes de segurança que faziam a revista nas correspondências flagraram nove filipetas de papel parecidas com droga sintética e cinco chips telefônicos camuflados em barras de sabonete. Outros 25 gramas de pó esbranquiçado foram encontrados no interior de cigarros. O material ilícito teria sido enviado pela genitora do preso.

O boletins de ocorrência foram registrados na Delegacia de Polícia da cidade.


Guarulhos

A irmã de um detento do Centro de Detenção Provisória “ASP Giovani Martins Rodrigues”, de Guarulhos, encaminhou uma correspondência ao presídio contendo um par de tênis. Agentes de segurança que faziam a revista nos objetos flagraram dois invólucros com 21 gramas de substâncias esverdeadas, análogos à maconha, dois aparelhos de telefonia celular e um chip telefônico. O caso ocorreu na última quarta-feira, 21. 
Todo o material foi encaminhado ao 8º Distrito Policial de Guarulhos.