O que te deixa feliz?

Essa pergunta que estende por muitos e muitos anos e nos faz pensar na razão de o que nos deixa feliz. O ser humano sempre vem tentando descobrir uma formula mágica e criar uma modelagem para ter uma receita exata para a felicidade.

Porém com o passar dos anos e as experiências vividas vamos entendendo um pouco mais e mudando o sentido das coisas. Trocando nossos valores e admirando mais as coisas no seu detalhe, percebendo o que realmente nos faz feliz.

Esse estado de espírito ou talvez algo momentâneo, como descrevem as pessoas sobre a felicidade. Nos faz trabalhar exaustivamente sem direção, sonhar com situações que possivelmente não faça sentido e na maioria das vezes, fazemos coisas sem pensar. Pois quando vivemos esses picos de felicidade, sabemos que é passageiro e não curtimos nele por inteiro e vem aquele sentimento que um dia foi melhor. Sempre nos remetendo ao passado.

Mas com o passar do tempo, a vida engajada com a sabedoria nos ensina que precisamos criar momentos diários de felicidade e não ficar lembrando do tempo foi vivido, sempre remetendo a situações do passado, como somente lá existia felicidade.

Acredito que não conseguimos enxergar a oportunidade de sermos felizes em qualquer momento, de ver a beleza da vida nas pequenas coisas, pois temos sempre na vida a felicidade ou não, precisamos somente escolher o lado. Enquanto estamos vivendo melhor e com mais sabedoria, conseguimos perceber a beleza da vida nos detalhes.

Quando percebermos que estamos acordados para vida, podemos andar, se relacionar com pessoas maravilhosas. Podemos nos alimentar e ter onde ir ou simplesmente estar com pessoas que amamos. Não precisamos de futilidades, ou obter coisas para sermos felizes. Pergunta em um hospital, numa UTI sobre o que é FELICIDADE, para percebemos as riquezas que temos porem só damos valor na falta.

E sem falar sobre o TEMPO, o recurso que o transformamos em escasso por opção, nos envolvemos em correrias inconscientes para justificarmos talvez a compra de uma falsa felicidade. Não percebemos que temos as belezas da vida e não percebemos que estamos jogando fora a maior riqueza que Deus nos deu. O Tempo.

Mudando nosso ponto de vista e estando com atenção plena na vida, podemos desfrutar de alegrias e criar uma mentalidade feliz que percebe que tudo tem uma intenção positiva e que podemos ter mais felicidade e transformar os momentos em grandes riquezas para as nossas lembranças.

Podemos viver numa forma melhor, onde a felicidade faz parte do cotidiano e desfrutar de uma vida plena com sabedoria.

Boa sorte!