‘O guarulhense pode ter a certeza de que agora tem motivo para dizer que é de Guarulhos’


É dessa forma que o prefeito Guti (PSD) define os 461 anos de Guarulhos. Fazer o guarulhense ter orgulho de ser parte da segunda maior cidade do Estado de São Paulo. O prefeito conversou com a Folha Metropolitana e apresentou as principais ações que vêm sendo desenvolvidas pela administração municipal e como elas gerarão impacto para o futuro.

Folha Metropolitana – Não podemos afirmar que vencemos o coronavírus, porque a pandemia ainda não chegou ao fim, porém, quais medidas estão sendo planejadas e/ou executadas pela Prefeitura para a retomada econômica da cidade?

Prefeito Guti – Desde o início do primeiro mandato entendemos que é muito importante desburocratizar processos e aproximar o poder público de quem investe no município. Neste momento, essa ação é ainda mais importante. Com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Científico, Econômico, Tecnológico e de Inovação (SDCETI) são feitas reuniões regulares com empresários de diferentes setores e regiões de Guarulhos para que possamos entender como podemos, juntos, potencializar a retomada econômica da cidade. Não estamos em um momento fácil, mas trabalhamos para vacinar o mais rápido possível nossa população. Hoje 80% dos guarulhenses adultos já estão vacinados, o que foi e ainda é o primeiro passo para a nossa retomada.

O impacto do isolamento social atingiu principalmente o pequeno comerciante. Há algum incentivo para que ele se recupere?

Além das reuniões citadas, que também envolvem os microempreendedores de Guarulhos, estamos sempre em contato com o Sebrae para alinhar ações. Nesse ano tivemos, por exemplo, o programa Agentes Locais de Inovação (ALI) para que os empreendedores pudessem aumentar a produtividade do seu negócio através do controle de indicadores de desempenho da empresa. Ainda no final de 2019 criamos a lei 3.250, uma antiga reivindicação da Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos (ACE) que, entre outras coisas, oferece benefícios fiscais e desburocratização de processos. A Prefeitura também realiza feiras de artesões e produtores para incentivar o consumo e a geração de renda. 

Quanto às grandes empresas que fecharam as portas na cidade, há alguma iniciativa da administração municipal para tornar Guarulhos atrativa e termos não somente o retorno de algumas empresas, como o interesse de outras?

Guarulhos foi recentemente eleita uma das melhores cidades para investir, de acordo com o ranking Melhores Cidades para Fazer Negócio, publicado pela revista Exame. Além da posição estratégica do município, ao lado das rodovias Presidente Dutra e Fernão Dias, perto do Porto de Santos e com o maior aeroporto da América do Sul em seu território, aplicamos a Lei de Incentivo Fiscal que, apenas no biênio 2017-2019, ofereceu R$ 27 milhões em benefícios para empresas que cumprirem a legislação. Com o apoio da Prefeitura, por meio da SDCETI, dialogamos constantemente com empresas que pretendem se instalar na cidade e incentivamos os que já investem. Em 2021, entre diversas reuniões, vale ressaltar que dialogamos com uma grande empresa de pneus, uma de calçados, uma companhia de logística e dois grandes varejistas que, juntos, criarão mais de 10 mil postos de trabalho.

O setor da gastronomia também foi fortemente afetado. Há alguma medida sendo implementada pela Prefeitura para a recuperação?

Resposta – Nós observamos que esse setor foi muito impactado no período da pandemia, mas está sendo um dos mais rápidos a iniciar sua recuperação assim que a retomada foi possível, com o avanço da vacinação. A propósito, nós sempre valorizamos esse importante segmento de nossa economia ao promover eventos regulares na cidade para impulsioná-lo, como o festival Degusta Guarulhos e outras feiras culinárias, ainda em 2019. Ao mesmo tempo, elaboramos o Plano Diretor de Turismo com o objetivo de alavancar a hotelaria e, consequentemente, tudo o que a cidade tem para oferecer na área gastronômica.

O mundo vive uma nova onda da pandemia. Caso Guarulhos seja também novamente afetada, qual o planejamento da Prefeitura?

Seguimos acompanhando diariamente a evolução da doença. Não baixamos a guarda em momento algum. Todo dado é avaliado para que tomemos sempre as melhores decisões. Com o surgimento da variante ômicron, voltamos ao estado de alerta, mesmo sabendo que não existe ainda motivo para pânico.

Qual a mensagem que o senhor deixa para os guarulhenses nesses 461 anos?

Estamos completando cinco anos à frente da Prefeitura. Temos a convicção de que Guarulhos já é outra cidade, bem diferente e melhor do que aquela que herdamos em 2017. Sabemos que a cidade ainda está longe da que sonhamos, mas fazemos o melhor para que a população tenha um município que merece. Hoje, já é possível ter orgulho de ser de Guarulhos. Este é o mote do aniversário de 461 anos. A recuperação do orgulho de ser guarulhense. Estamos há dois anos sem rodízio de água, o tratamento de esgoto avança a passos largos, seguimos sem reajuste de IPTU e com a certeza de que assim continuará até o final de 2024, temos a faculdade com cursos gratuitos para a população e ampliamos o período integral para mais de 16 mil alunos. Além disso, estamos com 13 CEUs funcionando, novas UPAs e iniciamos a construção do novo Hospital da Criança. As finanças, apesar de todos os problemas que enfrentamos, estão melhores. Ou seja, temos motivos de sobra para acreditar que Guarulhos tem muito que comemorar.

- PUBLICIDADE -