Número de curados da covid-19 em Guarulhos chega próximo a 8 mil

O Boletim Epidemiológico da Secretaria da Saúde de Guarulhos desta quinta-feira (2) traz uma boa notícia no meio de tantas histórias tristes diante da pandemia do novo coronavírus, que já entra no seu quarto mês no Brasil. No município, dos 9.336 casos confirmados de covid-19 até o momento, 85% dos infectados foram curados, o que equivale a 7.935 pessoas. Outros 712 pacientes permanecem em tratamento, mas 689 moradores da cidade não resistiram e morreram.

Os três óbitos por covid-19 que entraram na estatística do município nesta quinta-feira ocorreram em junho e estavam sob investigação. As vítimas são idosos do sexo masculino, sendo um na faixa etária de 70 a 79 anos e dois com 80 anos ou mais. Outras 21 mortes estão sendo investigadas na cidade. 

Outra boa notícia é que a taxa de ocupação de leitos de UTI covid-19 em Guarulhos teve uma pequena redução, passando de 62,82% para 61,54% nesta quinta-feira e que, somente nesta data, quatro pessoas receberam alta do Hospital de Campanha (3C-Gru). No local, 67 pacientes permanecem internados no momento, sendo 46 na enfermaria, 15 nas UTIs e seis em observação, além de outros dois que foram transferidos. Em contrapartida, no que se refere aos leitos clínicos, a cidade registrou aumento de 78,72% para 81,63%. 

Casos e óbitos por Região de Saúde

O primeiro Boletim Epidemiológico Semanal de julho aponta que a Região de Saúde Centro continua concentrando o maior número de casos e de óbitos confirmados por covid-19, com 3.116 e 218, respectivamente, e uma taxa de letalidade de 7%. No entanto, a região Pimentas/Cumbica, que atualmente contabiliza 1.741 notificações positivas e 150 mortes, é a que registra maior taxa de letalidade, 8,6%, embora esse número seja menor do que o de quinta-feira passada (8,8%). 

A queda da taxa de letalidade da Região de Saúde São João/Bonsucesso foi ainda mais significativa, baixando de 8,1% no dia 25 de junho para 7,1%, já que o número atual de pessoas com o novo coronavírus é de 1.822 e o de mortes, 129. As regiões Centro e Cantareira (que contabiliza 2.462 moradores infectados e 192 óbitos) foram as únicas que registraram aumento da taxa de letalidade, sendo que no Centro o número subiu apenas 0,76% e na Cantareira passou de 7,2% para 7,8%.

As três faixas etárias com maiores percentuais de infectados são a de 30 a 39 anos (23,69%), seguida das pessoas de 40 a 49 anos (23,43%) e de 50 a 59 anos (16,11%), somando 63,23%. No entanto, os idosos continuam sendo o público de maior risco, já que 24,53% das pessoas que foram a óbito em decorrência da doença tinham entre 60 e 69 anos, 23,51% eram pessoas com 80 anos ou mais e 21,19% pertenciam à faixa etária entre 70 e 79 anos.

Nesta semana, dos 9.336 casos confirmados de covid-19 em Guarulhos, 195 não possuem informações sobre o domicílio dos pacientes.

Fonte: Prefeitura de Guarulhos