Museu da Imigração de SP tem programação gratuita nas férias escolares

Da Redação

O Museu da Imigração, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, preparou uma programação especial para as férias de julho. Até o dia 28 de julho todas as atividades serão gratuitas.

O espaço lúdico receberá atividades como tardes de desenho, oficina de dança e pintura para bebês. Dos materiais e espaços usados, destaque para os brinquedos educativos, jogos de tabuleiro, cama elástica, cantinho para leitura, desenhos para colorir e piscina de bolinhas. O ambiente é desenvolvido para crianças de até 10 anos de idade, acompanhadas de um adulto, e não é preciso fazer a inscrição prévia. O local funciona das 11h às 17h.

As tardes de desenho ocorrem nos dias 10, 17 e 24, a partir das 15h, para crianças de sete a 11 anos, com a participação das famílias também. A ideia é estimular a criatividade que é muito presente na infância, mas, com o passar do tempo, deixa de ser tão frequente na vida das pessoas. Para esta atividade é preciso enviar um e-mail para: inscricao@museudaimigracao.org.br.

No dia 11, haverá a oficina “bicho dança”, que trabalhará com movimentos, gestualidades, formas e sons inspirados no mundo animal e nos elementos da natureza. A atividade começa às 15h. As inscrições são feitas na Hospedaria em Movimento a partir das 14h. Nesta ação, os visitantes poderão conhecer como as culturas incorporam os elementos da natureza em suas danças.

Os educadores do Museu da Imigração vão promover, no dia 13, a oficina “Pintura de inverno para bebês”. A atividade acontece das 14h às 16h, com inscrições prévias, que devem ser feitas pelo e-mail inscricao@museudaimigracao.org.br. 

Voltado para os pequenos de até três anos, o encontro estimulará as crianças, de maneira lúdica e sensorial, a trabalhar com cores, formas, linhas, texturas, movimentos, luz e sombra dentro do espaço expositivo da instituição.

Serviço:
Museu da Imigração
Endereço: rua Visconde de Parnaíba, 1.316 – Mooca
Telefone: (11) 2692-1866
Bicicletário na calçada da instituição

Imagem: Facebook/Governo do Estado de São Paulo