Município registra queda de 85 árvores no ano passado

Da Redação

Guarulhos registrou a queda de 85 árvores no ano passado. De acordo com dados da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), no primeiro semestre de 2018 foram 54 árvores, esses registros só se referem a quedas de árvores por completo não apontam quedas de galhos.

Muitas das lesões em árvores são internas, não sendo identificadas a olho nu. O diagnóstico antecipado é de suma importância para a realização de tratamento ou remoção das árvores que apresentam risco.

Por isso, na semana passada, técnicos da pasta participaram do curso de capacitação “Por que as árvores caem?”, ministrado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT), em parceria com a Esap – Escola Superior de Administração Pública da Prefeitura de Guarulhos.

O curso teve duração de oito horas e foi dividido em duas etapas: pela manhã a parte teórica e à tarde a prática. Além de qualificação técnica, o objetivo do curso foi a transferência de conhecimento dos pesquisadores do Laboratório de Árvores e Madeiras do IPT, especializados em soluções tecnológicas na gestão de florestas urbanas.

Participaram da atividade engenheiros agrônomos, florestais, biólogos e arquitetos da Sema, além de agentes da Defesa Civil. Ocasião em que tiveram contato com equipamentos de alta tecnologia, dentre eles: o penetrógrafo e o tomógrafo, que realizam análises não destrutivas de lesões internas em árvores.

Os conhecimentos adquiridos pelos profissionais auxiliarão na implementação de ferramentas para manejo preventivo e avaliação de processos de biodeterioração, que é o apodrecimento por fungos e ação de cupins subterrâneos, o que pode causar queda de árvores.

Imagem: Divulgação