Mortes por gripe aumentam no país e campanha é prorrogada mais uma vez

Da Redação

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe seria encerrada na última sexta-feira (15), mas o Ministério da Saúde decidiu prorrogar por mais uma semana, ou seja, até o dia 22. As baixas coberturas vacinais registradas representaram um alerta para a Pasta diante da proximidade do inverno, quando há maior circulação do vírus. Somado a isso, ainda há o preocupante número de casos e mortes registradas no Brasil, que dobrou, quando comparado ao mesmo período do ano passado.

Em Guarulhos, foram imunizadas 182.558 pessoas até o momento, número que corresponde a uma cobertura vacinal de 62,75%. A Secretaria de Saúde ressalta que a vacina está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde da cidade e faz um apelo para que as pessoas que pertencem aos grupos prioritários se dirijam até uma das unidades para que sejam imunizadas.

Até o dia 9 de junho foram registrados 2.715 casos e 446 óbitos em todo o país, de acordo com o último boletim de influenza do Ministério da Saúde. O H1N1 continua sendo o vírus que mais contamina e também o mais letal, com 1.619 casos e 284 óbitos. Quanto ao H3N2, foram registrados 563 casos e 87 mortes. De Influenza B foram registrados 259 casos e 30 óbitos. Já de influenza A não subtipado foram 274 casos com 45 óbitos. Em 2017, no mesmo período, foram registrados 1.227 casos e 204 óbitos por complicações relacionadas à gripe.

Foto: Márcio Lino