Ministério da Saúde quer zerar fila de espera por cirurgias eletivas; em Guarulhos há mais de 30 mil pessoas aguardando

medicina, hospital, centro cirúrgico, pacientes, tratamento, internação, equipamento hospitalar

Lucy Tamborino

O Ministério da Saúde reservou R$ 250 milhões a mais para aumentar o número de cirurgias eletivas a serem realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os repasses começam a ser feitos já em janeiro para diminuir as filas para 53 tipos de procedimentos. Segundo a pasta, a expectativa é zerar a fila de espera de pacientes que aguardam por esses procedimentos, que não têm caráter de urgência e são de média complexidade.

Em Guarulhos, um total de 30.108 pessoas pode precisar realizar um dos 53 tipos de cirurgias eletivas. Só para consulta de oftalmologia em adultos são 17.738, seguido cirurgia vascular e proctologia, com 2.231 e 3.272 pessoas, respectivamente. Outras especialidades também estão contempladas na lista de procedimentos.   

De acordo com a Secretaria de Saúde, como se trata de fila de espera, esses pacientes ainda serão avaliados. Portanto, o procedimento a ser executado, dependerá de conduta médica. Por exemplo, no caso da oftalmologia, os pacientes passarão por consulta e, se houver necessidade do procedimento cirúrgico específico, o mesmo será realizado pela unidade de referência. A pasta ainda destacou que a fila de espera pode contemplar outros procedimentos.

Imagem: Elza Fiúza/Agência Brasil