MG informa caso suspeito de coronavírus; paciente esteve em Xangai

Da Redação

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais emitiu nota informando que uma mulher de 35 anos está internada em um hospital de Belo Horizonte com suspeita de coronavírus. A paciente esteve Xangai, na China, recentemente, e desembarcou na capital mineira no sábado (18), “com sintomas respiratórios compatíveis com doença respiratória viral aguda”, segundo o comunicado. Até o momento 17 mortes foram registradas, e mais de 470 pessoas foram infectadas.

O quadro da mulher foi notificado pela secretaria como “suspeito”, levando-se em consideração “o contexto epidemiológico atual do país onde a paciente esteve”. A Secretaria Estado de Saúde afirma que ela está “clinicamente estável” e que o caso “segue em investigação”.

A nota ainda afirma que a paciente, de acordo com o próprio relato dela, não esteve na região de Wuhan, cidade chinesa onde surgiu o primeiro caso, e nem se lembra de ter entrado em contato no país com alguém que apresentasse sintomas de coronavírus.

Sintomas

Os sinais e sintomas da pneumonia indeterminada são principalmente febre, dor, dificuldade em respirar em alguns pacientes e infiltrado pulmonar bilateral.

Embora a causa da doença e do mecanismo de transmissão sejam desconhecidos, no Brasil, o Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de infecções respiratórias agudas.

Entre as orientações estão:

1) Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

2) Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;

3) Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas e criações.

- PUBLICIDADE -