Mesmo com promessa, Doria abandona prefeitura de SP e disputará Governo do Estado

Doria, Governador, São Paulo,

Da Redação

O prefeito de São Paulo, João Doria, venceu ontem, em primeiro turno, as prévias do PSDB Estadual com 10.225 votos, ou 80,45% do total de quase 13 mil votos válidos, e vai disputar o governo de São Paulo pelo partido.

Ele levará para a campanha a mácula de mais um tucano que abandona um mandato no meio para disputar cargo eletivo maior. O mesmo aconteceu com o senador José Serra, que por duas ocasiões deixou o mandato que cumpria pela metade para alçar voos mais altos.

Apesar de ter repetido diversas vezes durante a campanha eleitoral a promessa de que cumpriria os quatro anos de mandato, que chegaria ao fim em dezembro de 2020, o tucano deve deixar o cargo no mês que vem – ficando menos de um ano e meio no cargo. No lugar dele, assume o atual vice-prefeito, Bruno Covas.

Doria chegou a assinar uma carta se comprometendo a ficar os quatro anos na prefeitura, em setembro de 2016, durante a campanha eleitoral. No documento elaborado pelo portal Catraca Livre o prefeito dizia que não concorreria a nenhum outro cargo.

A promessa do tucano se repetiu diversas vezes e chegou, inclusive, a citar seu companheiro de partido, José Serra, que em 2006, mesmo tendo firmado compromisso em cartório, renunciou à prefeitura para se candidatar a governador. “Eu sou candidato a prefeito. Vou disputar a prefeitura. E serei prefeito pelos quatro anos”, disse Doria ao portal G1 na época.

Prévias
A disputa no PSDB ocorreu ontem. Em segundo lugar nas prévias ficou o secretário de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro, com 1.101 votos (7,35%); seguido pelo cientista político Luiz Felipe D’Avila, que obteve 993 votos (6,63%); e o suplente de senador José Aníbal, presidente do Instituto Teotônio Vilela, com 901 votos (5,98%). Brancos e nulos foram 39 e 35, respectivamente.

Em Guarulhos, Doria obteve a maioria dos votos (117), seguido por D’Avila (32), Pesaro (09) e Aníbal (06). Brancos e nulos totalizaram dois votos.

Foto: Wilson Dias/EBC